Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 23 de Abril de 2024

Menu

Atenção doadores

Quem teve dengue pode ou não pode doar sangue? Entenda

Os serviços de hemoterapia podem decidir aplicar novos requisitos na avaliação da triagem clínica do candidato a doação de sangue

Saúde | 06 de Março de 2024 as 07h 24min
Fonte: Redação PP

Foto: Michel Alvim/Secom- MT)

O Ministério da Saúde e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgaram uma nota técnica conjunta nesta terça-feira (5) em que afirmaram risco de transmissão da dengue por transfusão de sangue. Por esse motivo, os dois órgãos defendem um intervalo para os doadores realizarem novas transfusões.

Segundo o documento, serviços de hemoterapia podem decidir aplicar novos requisitos na avaliação
da triagem clínica do candidato a doação de sangue, mas os critérios abaixo devem ser prioritariamente considerados:

  • Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos vírus da dengue (DENV), após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos pelo período de 30 dias após a recuperação clínica completa (assintomáticos);

  • Candidatos à doação de sangue, que apresentem diagnóstico de dengue hemorrágica deverão ser considerados inaptos por 06 meses (180 dias) após a recuperação clínica completa (assintomáticos);

  • Candidatos à doação de sangue que tiveram contato sexual com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de dengue nos últimos 30 dias, deverão ser considerados inaptos pelo período de 30 dias após o último contato sexual com essas pessoas;

  • Candidatos à doação de sangue que fizeram uso de vacinas para dengue deverão ser considerados inaptos por 30 dias após a vacinação.

Conforme a Anvisa, as evidências científicas mostraram que há uma probabilidade de 38% de que uma pessoa infectada desenvolva a doença após a transfusão. E isso também é válido em relação a vacina, já que é um imunizante produzido de vírus vivo.

 

Vacinação em MT

O Brasil conforme o Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde alcançou a marca de 1,2 milhão de casos prováveis de dengue.

Mato Grosso está mais uma vez de fora dos estados anunciados pelo Ministério da Saúde para receber lotes da vacina. Nessa terça (5) os números de infectados no Estado segundo o painel é de 8,8 mil.

Segundo o ministério, as 37 regiões que já receberam o imunizante são consideradas endêmicas para a doença. A nova remessa vai completar ao todo a lista de 521 municípios, com previsão de entrega na primeira quinzena de março.