Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Saúde

Parceria entre Prefeitura e UFMT ampliará número de testagens contra Covid-19

Serão realizados cerca de 150 exames diários

Covid-19 | 16 de Março de 2021 as 09h 32min
Fonte: Assessoria da Prefeitura

Assessoria

Uma parceria entre Prefeitura e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) deve proporcionar, em breve, a realização de até 150 exames diários, do tipo RT-PCR, para identificação da Covid-19, diretamente de uma estrutura a ser montada na Unidade Básica de Saúde Paraíso que, atualmente, é um dos pontos de referência para coleta de materiais que são encaminhados para análise.

As coletas realizadas nas unidades de saúde do município deste tipo de exame, feitas por swabs (cotones) de nasofaringe (nariz) são, atualmente, enviadas para análise em Cuiabá e conforme o secretário de Saúde, Valério Gobbato, a parceria tende a agilizar os resultados. “A parceria é muito importante porque vamos conseguir desafogar a nossa rede. A universidade vai estar disponibilizando em torno de 150 exames/dia, com uma agilidade no resultado e com isso a gente consegue dar um melhor atendimento para os pacientes”, destacou.

A princípio, a equipe da universidade utilizará pelo menos três salas da UBS para montar os equipamentos de análises e desenvolver sua rotina de trabalho. Na última terça-feira (09), o secretário e a equipe de profissionais da UFMT visitaram a unidade para avaliar a estrutura e as adaptações que serão necessárias. O vereador professor Mário (POD) também acompanhou a visita.

Este trabalho já estava sendo desenvolvido pela universidade, no entanto, em menor escala, registrando a média diária de 30 exames. De acordo com a docente do curso de farmácia da UFMT e uma das coordenadoras do projeto, Gisele Facholi, a parceria veio de encontro com a necessidade de ampliação de espaço e de quantidade de testagens por dia.

“Estávamos com um espaço muito limitado na UFMT, então veio essa oportunidade de fazer parceria com a Prefeitura, da gente poder funcionar em uma UBS, com mais salas disponíveis, fazer toda adaptação que a gente precisa, então acho que será uma parceria bem promissora, que vai ajudar bastante a população”, reforçou a docente.

A expectativa é de que, entre ajustes na estrutura e instalação dos equipamentos, os atendimentos possam começar em um prazo aproximado de 30 a 40 dias.

Processo de Coleta

Atualmente, a rede municipal de saúde faz dois tipos de exames. O sorológico, com amostra de sangue, que identifica o IgG (apontando que em algum momento o paciente teve contato com a doença, mas não é mais transmissor) e o IgM (apontando que a doença segue ativa no organismo). Este exame normalmente é solicitado pelo médico a partir do décimo dia de sintomas e processado pelo Laboratório Municipal de Análises Clínicas de Sinop (LAMAC). Neste caso, os resultados saem em 24 horas.

E o de RT PCR, ocasião em que as coletas ocorrem entre o 3º e 7º dia de sintomas, por meio de swabs (cotonetes) de nasofaringe (nariz).  Neste caso, as coletas são encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (LACEN), em Cuiabá. Para estes, os resultados demoram entre 3 a 7 dias.

Conforme dados do LAMAC, em janeiro foram feitos 2,2 mil exames sorológico; em março chegaram a 2,9 mil e, nos dez primeiros dias de março, em 1,9 mil. 

Quanto aos do tipo RT PCR, foram encaminhados ao Lacen em janeiro 373 exames; em fevereiro foram 707 e, nos 10 primeiros dias de março, 477.

Os exames são realizados apenas com a solicitação médica.