Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 21 de Abril de 2024

Menu

Sinop

Novo Centro de Especialidades Médicas vai custar R$ 5,2 milhões

Estrutura será erguida no Jardim Botânico e terá mais de mil metros quadrados de área construída

Saúde | 13 de Março de 2024 as 17h 24min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

Um ano após a licitação ser lançada, a prefeitura de Sinop enfim conseguiu homologar o resultado da concorrência pública 002/2023, lançada em março do ano passado para contratar a empresa que irá construir o Novo Centro de Especialidades Médicas. O aviso de homologação foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (13), tendo como vencedora a Construtora e Incorporadora Garcia Ltda. A empresa, que tem sua sede em Sinop, apresentou uma proposta de R$ 5.298.233,00 para executar a obra – quase R$ 600 mil abaixo do teto estabelecido pelo edital de licitação. Três empresas participaram da concorrência e a Construtora Garcia chegou a ser inabilitada na primeira etapa, mas reverteu com recurso. A proposta da segunda colocada, a Construtora São Roque, foi de R$ 5,3 milhões.

O novo Centro de Especialidades Médicas irá abrigar a estrutura que hoje opera em um imóvel alugado, ao custo de R$ 25 mil por mês. A função do CEM é fornecer a chamada “atenção secundária”, como consultas com especialistas e avaliações mais apuradas sobre o quadro de pacientes. Quando alguém precisa se consultar com um médico especialista, como um oftalmologista ou um cardiologista, pela rede pública, é ao CEM que ele recorre.

O prédio novo será erguido no Jardim Botânico, na quadra 23, nos fundos do Ganha Tempo e do posto de saúde do bairro. O acesso dos pacientes será pela Rua das Seringueiras, mas o prédio ocupará toda extensão da quadra, com a entrada de funcionários na Rua dos Sapotis. O terreno tem 4.489 metros quadrados, mas a estrutura do CEM será de 1.010,16 metros quadrados. Com isso, a média do metro quadrado dessa obra pública será de R$ 5.244,00.

O projeto arquitetônico e de engenharia foi realizado pela empresa Construlogo e está pronto desde setembro de 2021. O Novo CEM foi projetado para ter 14 consultórios com banheiro, sanitários masculino e feminino, 3 salas de administração, sala de ultrassom, sala de sutura, sala de esterilização, vestiários, cozinha, lavanderia e caixa de água externa com casa de bombas. São duas recepções, sendo a principal bem ampla, com mais de 90 metros quadrados. Na parte externa, estacionamento pavimentado para o público e um estacionamento restrito para os funcionários da unidade. Também foi previsto um acesso coberto para ambulância. Toda área será murada.

A fachada do novo CEM é um ponto a parte. O desenho arquitetônico monta a figura de um chapéu, como já tem sido utilizado nos pórticos de obras públicas inauguradas na gestão do prefeito Roberto Dorner. O chapéu é uma das marcas da sua “persona política”.

Ainda assim, a entrada oferece beleza. Uma rampa de acesso, ladeada por jardins, leva ao hall coberto com um painel de vidro temperado. A fachada será feita com ACM (placas de alumínio), mesclando com um painel ripado (imitando madeira), e um acabamento cerâmico com textura específica. Até agora, concorre para ser a obra esteticamente mais atrativa da atual gestão.

Mas ela não será inaugurada tão cedo. A construtora tem 15 dias até a emissão da ordem de serviço para iniciar as obras. O prazo do contrato prevê a conclusão em 480 dias – ou seja – 1 ano e 4 meses.