Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 21 de Abril de 2024

Menu

Tinha comorbidades

MT registra primeira morte por chikungunya neste ano

Estado já registrou 2.548 casos da doença em 2024. O paciente é um idoso, de 73 anos, que tinha comorbidades como hipertensão e diabetes

Saúde | 11 de Março de 2024 as 07h 00min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Divulgação Freepik

Mato Grosso registrou a primeira morte por chikungunya neste ano. O paciente era morador de Tangará da Serra, a 424 km de Cuiabá. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o paciente é um idoso, de 73 anos, que tinha comorbidades como hipertensão e diabetes.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado, nessa sexta-feira (9), Mato Grosso já registrou 2.548 casos de chikungunya e 2.289 de dengue. Cinco pessoas morreram por complicações causadas pela dengue e 3 casos estão em investigação.

Em Tangará da Serra, várias ações de combate ao mosquito tem sido feitas. Foi realizada mais uma etapa do mutirão de limpeza em três bairros do município. A secretaria de Saúde aguarda o resultado das armadilhas que foram instaladas para medir o índice de infestação na cidade.

Segundo o órgão, três unidades de saúde continuam atendendo casos suspeitos em horário estendido.

O secretário de Saúde de Tangará da Serra, Wellington Bezerra, disse que os cuidados devem ser redobrados.

"A gente pede muita atenção para os idosos e crianças que nós sabemos que tem uma maior gravidade. Continuamos conversando com a população para manter a atenção máxima na limpeza das residências, aqueles utensílios que tem acúmulo de água para que não seja criadouro de larvas e virar o mosquito da dengue ou chikungunya", disse.

 

Estado de emergência

A Prefeitura de Tangará da Serra decretou estado de emergência, no início de fevereiro, após uma epidemia de dengue e chikungunya. O documento assinado pelo prefeito Vander Masson aponta que é necessário a aquisição de equipamentos para o combate ao mosquito transmissor .“A situação de emergência pública em saúde, decorrente da presença do mosquito vetor do vírus da Dengue, Zika e Chikungunya e outras arboviroses, não abrange todas as ações, equipes, equipamentos e processos da saúde pública do Município de Tangará da Serra-MT, se limitando as que sejam decorrentes da situação sanitária específica”, diz em trecho do decreto.