Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Domingo 03 de Março de 2024

Menu

Nova variante

Ministério da Saúde recebe de MT primeira notificação de nova subvariante da Covid-19 no Brasil

Quatro pacientes em Mato Grosso testaram positivo para a nova subvariante, identificada como JN 2.5. Um deles, que tinha Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, morreu

Saúde | 23 de Janeiro de 2024 as 16h 53min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Peter Linforth/Pixabay

Uma nova subavariante da Covid-19, chamada JN 2.5, foi identificada em Mato Grosso. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), quatro pessoas testaram positivo para a doença e foram hospitalizadas. Esse é o primeiro caso notificado ao Ministério da Saúde.

"O Ministério da Saúde ressalta que o surgimento de novas variantes, como a JN.2.5, é um fenômeno monitorado pela Pasta. [...] A vacinação segue como o principal meio de proteção contra os casos mais graves da doença com atualização das doses de reforço indicadas para cada faixa etária e que os imunizantes disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) são eficazes contra todas as variantes que circulam no país atualmente", diz o MS em comunicado.

A secretaria informou que, entre os dias 16 e 18 de janeiro deste ano, uma pesquisa do Laboratório Central da Secretaria de Estado de Saúde mostrou que quatro mulheres tiveram o exame positivo para nova cepa.

Três das pacientes receberam alta médica, estão estáveis e seguem em isolamento domiciliar com acompanhamento da Vigilância Municipal, informou a SES.

Já a quarta paciente tinha Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e morreu. No entanto, a equipe de Vigilância da SES ainda investiga o caso e não soube informar se a causa da morte foi pela Covid.

"Com essa identificação, Mato Grosso pôde avisar todos os estados do Brasil, já que nenhum estado tinha identificado essa variante. Então, a partir de agora, o Laboratório Central da Secretaria de Estado de Saúde (Lacen) informa toda rede de laboratórios do Brasil, e os laboratórios passam a monitorar", disse a superintendente de vigilância em saúde da SES, Alessandra Moraes.

Ainda de acordo com a SES, além do Brasil, a subvariante também já foi identificada no Canadá, França, Polônia, Espanha, Estados Unidos, Suécia e Reino Unido.

 

A pesquisa

Conforme relatório da pesquisa, foram selecionadas e sequenciadas 15 amostras positivas para Covid-19, nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande. Do total, quatro foram identificadas com a nova subvariante.

As demais apontam para as cepas JD.1.1, JD.1.1.1, GK.1.1, JN.1, JN.1.1 e JN.1.3, ou seja, 100% de variantes Ômicron, segundo a SES.

A partir das informações coletadas na pesquisa, a Vigilância em Saúde e o Lacen tentam compreender o caminho percorrido para que a nova subvariante chegasse até Mato Grosso, bem como acompanham as pessoas que foram acometidas pela doença.

 

Orientação

A secretaria orienta a população a não entrar em pânico, mas tomar cuidado, fazendo o uso de máscara em caso de gripe ou resfriado, além de lavar as mãos com sabão e/ou higienizar com álcool 70%.

Além disso, a SES também orienta a vacinação contra o coronavírus, pois, somente a imunização é eficaz na prevenção contra a doença.