Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Prevenção

Mais de 1,6 mil casas visitadas na primeira semana do mutirão contra a dengue

O mutirão irá passar por seis bairros de Sinop

Saúde | 09 de Outubro de 2023 as 13h 21min
Fonte: Daiane Stela - Assecom

Foto: Divulgação

O mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti teve início na semana passada, e tem como lema "Seja um Agente em Sua Casa". Entre os dias 02 a 06/10 foram visitadas 1.677 casas no Jardim Violetas, com 73 focos do mosquito encontros. Os trabalhos por lá seguem ao longo dessa semana. Além das vistorias e orientações, às áreas institucionais já foram limpas pela Secretaria de Meio Ambiente. 

O mutirão irá passar por seis bairros de Sinop, teve início pelo Violetas, depois vai para o Oliveiras I e II, na sequência Imperial, Boa Esperança e finaliza no Celeste, a previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até o fim do mês. Um trabalho que conta com o apoio da população para combater esse mosquito, que apesar de pequeno transmite doenças como dengue, zika e chikungunya. 

O coordenador de endemias destaca que as chuvas começaram por isso os cuidados não podem parar. “É importante que toda comunidade tenha um agente em sua casa, pois se cada um fizer a sua parte vamos conseguir reduzir as estatísticas e combater esse mosquito. A gente pede ainda que os moradores façam uma vistoria nos quintais para eliminar os criadouros e manter os recipientes que possam acumular água fechados para proteção de todos”, pontuou o coordenador.

Ressalta ainda a importância de receber o agente de endemias. “Durante esse período a gente pede para que os moradores recebam os agentes em suas casas, lembrando que todos usam uniformes e crachá de identificação, além disso em caso de dúvidas pode entrar no site da prefeitura e ver as fotos com nome e matrícula de cada servidor, ou entrar em contato pelo fone 66 9994-8559”, explicou Alef. 

De acordo com os dados epidemiológicos de janeiro a setembro foram 2.926 notificações, deste total 402 casos de dengue foram confirmados, três deles evoluíram para grave e um óbito foi registrado.