Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Quarta Feira 17 de Julho de 2024

Menu

Medicamento

Como será, quanto custará e quando chega o ‘Ozempic brasileiro’

Saúde | 19 de Abril de 2024 as 07h 54min
Fonte: Isto é

Foto: REUTERS/Hannah Beier

A empresa brasileira Biomm anunciou nesta quarta-feira, 17, uma parceria com a indiana Biocom para produzir um medicamento similar ao Ozempic a partir de 2026, quando a patente da droga, que atualmente pertence à Novo Nordisk, expira no Brasil. Atualmente, o remédio é vendido por, em média, mil reais e o novo produto deve valer menos.

O medicamento se utilizará da semaglutida, assim como o Ozempic, uma substância que simula os efeitos do hormônio GLP-1, que é responsável por controlar os níveis de açúcar no sangue e alertar o cérebro de que o corpo está alimentado, reduzindo o apetite.

O Ozempic foi originalmente confeccionado para tratar a diabetes, doença que afeta mais de 13 milhões de brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes. Além deste fim, o medicamento se tornou popular por ser amplamente utilizado em processos de emagrecimento.

Segundo a Biomm, o Ozempic apresentou um faturamento de R$ 3,1 bilhões no ano passado no mercado brasileiro, com uma taxa de crescimento anual de 39% de 2021 a 2023. Após o anúncio da parceira, as ações da empresa tiveram uma alta de 36,8%.

A Biocon será encarregada de desenvolver, fabricar e fornecer o novo remédio à Biomm. Entretanto, segundo comunicado da companhia brasileira, a droga ainda depende de registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e publicação pela CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos).

Além disso, o produto só deve chegar ao Brasil em 2026, com o vencimento da patente do Ozempic.