Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 04 de Julho de 2022

Menu

Saúde

Começa vacinação infantil contra Covid-19 em Sinop

O agendamento foi liberado na terça-feira (18)

Vacinação | 19 de Janeiro de 2022 as 17h 30min
Fonte: Assessoria

Foto: Assessoria

A vacinação infantil contra Covid-19 começou em Sinop. Maria Luiza Venazzi Cavalcanti Verzutti, 8 anos, foi a primeira criança a receber a dose do imunizante Pfizer. Acompanhada dos pais, Cassiane e André Cavalcanti Verzutti, a Malu, como é chamada, foi a primeira criança agendada após anúncio de liberação das vagas e compareceu, no início desta manhã, na Unidade Básica de Saúde José Marchezi Junior (UBS Paraíso).

“A gente têm acompanhado nas redes sociais todas as perdas e, por nós termos uma filha com comorbidade, já vínhamos esperando muito por essa vacina para poder proteger a nossa filha [...], então, não perdemos mais tempo e corremos atrás para proteger ela”, explicou o pai de Malu, André, 45 anos.

André, que é empresário em Sinop, reforçou a importância da imunização infantil. “Sou a favor, não somente dessa vacina, mas, como de todas as vacinas, que é um direito de todas as crianças por lei, então essa não seria diferente, né?”, disse. “Deixar nossas crianças correrem riscos, vulnerabilidades, por falha nossa, adultos?”, questionou.

Maria Luiza tem 8 anos, está na quarta série e tem problemas cardíacos, necessitando o uso de marcapasso. Um pouco tímida com a presença da imprensa, ficou com medo da vacina, mas, assim que recebeu a primeira dose da Pfizer infantil, deixou um recado importante para os amigos. “Eu tomei a vacina e convido todos meus amigos a tomarem a vacina também, porque é importante para se proteger e não dói nada, gente”, disse Maria Luiza.

O prefeito Roberto Dorner (Republicanos) acompanhou o início da vacinação infantil e reforçou a importância da imunização considerando o aumento nos casos de Covid-19 que está sendo registrado no município e região. “O apelo que faço a toda população de Sinop: vacinem seus filhos para que não sejam pegos de surpresa por essa maldita pandemia que está assolando o mundo”, disse.  

A imunização também foi acompanhada pelas secretárias Daniela Galhardo (Saúde) e Faira Strapazzon (Governo), profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e representantes do Escritório Regional de Saúde.

IMUNIZAÇÃO INFANTIL

Sinop está seguindo a recomendação do Ministério da Saúde e deu início a vacinação para crianças com idades de 5 a 11 anos e que apresentam algum tipo das comorbidades elencadas no plano nacional de imunização, síndrome de Down ou deficiência permanente. O agendamento foi liberado na terça-feira (18) e pode ser feito pelo link: https://vacina.sinop.mt.gov.br/agendamento/vacina .

Para atender as recomendações do Governo Federal, a UBS Paraíso foi escolhida inicialmente como ponto único de vacinação para este público. Os atendimentos ocorrem na parte frontal da UBS, que foi organizada e isolada exclusivamente paras as crianças.  “Organizamos o espaço, preparado somente para atender esse público, pensando no conforto das crianças e dos pais”, enfatizou a secretária de Saúde, Daniela Galhardo. A gestora da pasta também destacou que, conforme a chegada das remessas de imunizantes, novas vagas serão liberadas no sistema de agendamento.

Conforme a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB/MT), o público geral estimado para vacinação entre 5 a 11 anos, em Sinop, é de 15.643 pessoas.

DIFERENÇAS NA VACINAÇÃO PARA CRIANÇAS:

A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). O intervalo entre as doses é de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos.

A tampa do frasco da vacina é na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

A vacinação de crianças desta faixa etária ocorrerá com o acompanhamento de pais ou responsáveis. Para fins de registro, deverá ser exigido um documento oficial de identificação da criança;

É importante apresentação de algum documento que comprove a comorbidade (diferente da vacinação do adulto, o documento não será retido).