Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Quarta Feira 17 de Julho de 2024

Menu

Reassentados da usina

Incra aprova criação de novo assentamento em Sinop

Área que pertencia a deputado foi desapropriada e doada pela Usina Hidrelétrica de Sinop

Rural | 19 de Abril de 2024 as 17h 21min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

A criação de um novo projeto de assentamento em Sinop, no Norte de Mato Grosso, foi aprovada pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Na portaria 453, publicada no Diário Oficial da União na última terça-feira (16), o instituto estabelece a criação do projeto de Reassentamento Beckhauser.

O nome remete a forma como a fazenda anteriormente era chamada. O imóvel rural foi declarado de utilidade pública pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), no ano de 2015. Em 2023 foi desapropriada pela Usina Hidrelétrica de Sinop, com o objetivo de reassentar as famílias do assentamento 12 de outubro, da cidade de Cláudia, que foram impactados pelo lago da barragem. A área pertencia ao deputado estadual Dilmar Dal’Bosco e teve duas avaliações diferentes: R$ 102 milhões pelo deputado e R$ 22 milhões pela Usina. Após a desapropriação, a UHE Sinop doou a área para Incra em julho de 2023, para ser objeto de reforma agrária.

Conforme a portaria do Incra, o Reassentamento Beckhauser terá área de 1.006 hectares. A propriedade está localizada em Sinop, próximo ao Rio Teles Pires. O novo projeto de assentamento terá 28 unidades familiares – o que equivale a 36 hectares por família. Agora o Incra iniciará o processo de seleção, para a inclusão das unidades familiares, como beneficiárias do Programa Nacional de Reforma Agrária – PNRA.