Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Segunda Feira 16 de Maio de 2022

Menu

Rural

Embrapa realiza 11º Dia de Campo sobre Sistemas Integrados

Saúde do solo e economia no uso de fertilizantes também serão abordados

Sinop | 03 de Maio de 2022 as 11h 55min
Fonte: Redação

Foto: Assessoria

Na próxima quinta-feira e sexta-feira (5 e 6), a Embrapa de Sinop em parceria com o Senar, promove o 11º Dia de Campo sobre Sistemas Integrados de Produção Agropecuária. O evento está retornando ao formato presencial após uma edição on-line em 2020 e não ter sido realizado em 2021. Com foco em pequenos, médios e grandes produtores, em consultores técnicos e extensionistas, profissionais ligados ao setor agropecuário e estudantes, o dia de campo vai abordar, entre outros temas, a saúde do solo, a atuação de consórcios na fertilidade do solo e a economia de fertilizantes com a ciclagem de nutrientes.

Em uma das quatro estações principais, a pesquisadora da Embrapa Cerrados Ieda Mendes falará sobre a tecnologia de bioanálise do solo BioAS. Ieda é uma das responsáveis pelo desenvolvimento desta técnica de análise da saúde do solo por meio da verificação da atividade enzimática dos microrganismos. Além de mostrar como o BioAS pode auxiliar o produtor a fazer o diagnóstico de seu solo, ela apresentará, ao lado de Renato Cândidom, do laboratório credenciado Solos e Plantas, dados gerais das análises já feitas na região médio-norte de Mato Grosso.

A fertilidade do solo será o tema da estação quatro, onde os professores da UFMT-campus Sinop Onã Freddi e Arthur Behling trarão resultados de avaliações feitas com diferentes consórcios usados em segunda safra. Entre os dados expostos estarão os efeitos na fertilidade do solo e a economia que o produtor pode ter com o serviço ecossistêmico de ciclagem de nutrientes que é feito por algumas espécies usadas nesses consórcios. Os resultados são frutos de quatro anos de pesquisas realizadas em parceria com a Embrapa.

Além desses temas, o dia de campo terá em sua programação principal resultados da lavoura e da pecuária em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). Na lavoura o destaque serão dados sobre a produtividade de grãos conforme sistemas e manejo de copa das árvores. Na pecuária, os destaques são resultados de pesquisas sobre a precocidade sexual de novilhas nelore em sistemas integrados. Os pesquisadores Ciro Magalhães e Luciano Lopes serão os responsáveis pelas apresentações.

As inscrições para o dia de campo são gratuitas e podem ser feitas de forma antecipada no site www.embrapa.br/agrossilvipastoril. No momento da inscrição a pessoa deve escolher se prefere participar na quinta-feira, dia 5, ou na sexta, dia 6. Caso queira, pode participar nos dois dias, porém a programação se repete.

 

Estações satélites

Neste dia de campo, além do tradicional circuito em que os participantes, divididos em grupos percorrem todas as estações, há outras quatro estações que podem ser escolhidas pelo público na última rodada.

Entre as opções desse ano estão uma estação com recomendações técnicas para a produção de leite em sistemas ILPF e com resultados sobre o crescimento de eucalipto em sistemas integrados.

Em outra estação, voltada para a agricultura familiar, serão mostrados resultados do projeto Gaia. Coordenado pela UFMT em parceria com a Embrapa Agrossilvipastoril, o projeto trabalha a agricultura de base ecológica junto a produtores rurais assentados e agricultores periurbanos na região de Sinop. A biodiversidade funcional dos sistemas agroflorestais, muito usados pelo projeto Gaia, também terão sua vez na apresentação.

O tema solos volta a ser abordado em outra estação satélite com informações técnicas sobre a calagem.

Por fim, o evento traz ainda uma estação sobre clima, abordando o que o produtor precisa saber sobre o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc).