Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 21 de Abril de 2024

Menu

Impacto a longo prazo

Aumento no abate de fêmeas em Mato Grosso pode impactar a oferta de bezerros

O aumento no abate de vacas e novilhas nos últimos anos resultou na redução de 6,05% no volume de matrizes disponíveis

Rural | 11 de Março de 2024 as 07h 12min
Fonte: O documento

Foto: Divulgação

O intenso abate de fêmeas resultou no menor nível de fêmeas em idade reprodutiva, podendo impactar a oferta de bezerros no longo prazo. Conforme o Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), o rebanho de bovinos de Mato Grosso em 2023 foi de 34,10 milhões de animais.

O aumento no abate de vacas e novilhas nos últimos anos resultou na redução de 6,05% no volume de matrizes disponíveis – as fêmeas em idade reprodutiva com mais de 24 meses – e com isso, a participação de fêmeas em idade reprodutiva no rebanho total de fêmeas atingiu o menor patamar da história, e ficou em 62,88% em 2023.

Outro fator que demonstra o desestímulo dos criadores é a redução nos protocolos de inseminação artificial. Segundo a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) a comercialização de doses de sêmen destinadas à pecuária de corte em 2023 foi 5,40% menor que em 2022 – queda pelo segundo ano consecutivo.

“A pecuária é uma atividade plurianual, a redução no volume de matrizes poderá impactar a oferta de bezerros desmamados a partir do ano que vem”, alertou o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em boletim.