Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Terça Feira 17 de Maio de 2022

Menu

Política

Vereadora do PT quer investigação nos gastos com a motociata

Representação no MP aponta uso de recursos públicos em evento com propósitos eleitorais

Sinop | 20 de Abril de 2022 as 18h 37min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

A vereadora de Sinop, Graciele Santos (PT), ingressou nesta quarta-feira (20), com uma representação no Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT), pedindo a investigação dos gastos com a motociata realizada na capital Cuiabá na terça-feira (19). O evento teve como convidado principal o presidente da República, Jair Bolsonaro. A vereadora do PT quer saber qual foi o gasto do Estado na promoção desse evento que para ele teve cunho político eleitoral.

No documento dirigido ao MP, Graciele pede para que o órgão apure a utilização dos recursos públicos investidos pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, em especial no reforço do policiamento. A vereadora cita que a pasta haveria informado que deslocaria um efetivo de 150 policiais militares na operação. “Há fortes indícios de que a utilização de recursos públicos para a realização do evento para promoção pessoal de Bolsonaro, do Governador Mauro Mendes, do Senador Wellington Fagundes, dos Deputados Federais Nelson Barbudo e José Medeiros, já que todos são pré-candidatos a cargos eletivos nas eleições de 2022, o que pode configurar também como ato de improbidade administrativa”, afirmou a vereadora.

Na representação, Graciele cita que na recente motociata realizada em São Paulo, o Estado informou um dispêndio de recursos na ordem de R$ 1 milhão para dar suporte ao evento. A vereadora disse que no Mato Grosso essa cifra não foi informada.