Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 28 de Junho de 2022

Menu

Política

Secretário de Administração pede exoneração; é o segundo a deixar o cargo

Alceu Maron Filho se desliga da função 10 meses depois de assumir

Sinop | 17 de Maio de 2022 as 16h 12min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Assessoria

O prefeito de Sinop, Roberto Dorner, precisa lidar com a instabilidade no comando de uma das mais importantes secretarias da gestão municipal. A informação obtida pelo GC Notícias é de que Alceu Maron Filho vai pedir exoneração do cargo de secretário de Administração. A assessoria de Comunicação da prefeitura afirmou que não foi formalizado o pedido de exoneração até as 16h30 desta terça-feira (17). 

Alceu foi “importado” por Dorner do Paraná. Advogado de formação, com especialização em administração de empresa, Alceu assumiu a secretaria de Administração em julho de 2021. Ele é o segundo secretário a deixar o cargo. O primeiro nome escolhido por Dorner para a função foi do empresário e presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sinop, Thiago Medina. Ele deixou o cargo na entidade para assumir a função no início de 2021, começo da gestão Dorner. Em maio Medina pediu exoneração alegando “falta de tempo para cuidar de suas empresas”. A secretaria ficou vaga por um mês até Dorner recrutar Maron Filho.

 

Gestão Rotativa

Dos 16 nomes (10 secretários, 5 diretores e o procurador jurídico), que Roberto Dorner anunciou em dezembro de 2020 como sendo o “cerne” da sua equipe, 10 continuam na função.

Medina foi a primeira baixa. Na sequência veio o “racha” entre Dorner e seu vice, Dalton Martini, que respingou na equipe de governo. Dalton ocupava a secretaria de Obras e foi exonerado. Na mesma janela saíram Valério Gobatto (Saúde) e Joselito Backes (Finanças), além de outros 3 secretários adjuntos. No começo de maio, Cesar Muriana foi destituído da Diretoria de Cultura.

Do primeiro escalão de Roberto Dorner, o mais longevo na função é Ivan Schneider, procurador jurídico da prefeitura, nomeado ainda na gestão Rosana Martinelli, em julho de 2018.