Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 28 de Junho de 2022

Menu

Política

Real Time Big Data no ES: Casagrande tem 44%; Manato e Contarato, 12% cada

Pesquisas eleitorais | 25 de Maio de 2022 as 16h 56min
Fonte: Caíque Alencar e Isabella Cavalcante

Foto: Hélio Filho/Secom/Creative Commons/Pedro Fr

Pesquisa Real Time Big Data contratada pela Record TV divulgada hoje aponta o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), na liderança da disputa pelo Palácio Anchieta, com 44% das intenções de voto na sondagem estimulada, quando os entrevistados recebem uma lista prévia de pré-candidatos. No cenário com mais nomes testados, estão empatados numericamente em segundo lugar o ex-deputado federal Carlos Manato (PL) e o senador Fabiano Contarato (PT) —ambos ficaram com 12%.

Como todos os adversários somados somam 40%, Renato Casagrande pode vencer a eleição em primeiro turno. A margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos, porém, impede a garantia da vitória, segundo a pesquisa.

Na sequência, aparecem o ex-deputado federal Audifax Barcelos (Rede), com 6%; o deputado federal Felipe Rigoni (União Brasil), o ex-deputado federal César Colnago (PSD) e o deputado estadual Erick Musso (Republicanos), com 3% cada um; e o ex-secretário Aridelmo Teixeira (Novo), com 1%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, os cinco pré-candidatos estão tecnicamente empatados na terceira posição. Brancos e nulos somaram 8%, assim como os que não sabem ou não responderam. Essa foi a primeira pesquisa do Real Time Big Data para o governo do Espírito Santo.

O levantamento ouviu 1.500 eleitores do estado entre os dias 23 e 24 de maio. As opiniões foram coletadas através de ligações telefônicas. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. O registro junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é ES-01975/2022.

 

Veja a seguir o resultado dos cenários testados para 1º turno

Cenário 1:

Renato Casagrande (PSB): 44%

Carlos Manato (PL): 12%

Fabiano Contarato (PT): 12%

Audifax Barcelos (Rede): 6%

Felipe Rigoni (União Brasil): 3%

César Colnago (PSD): 3%

Erick Musso (Republicanos): 3%

Aridelmo Teixeira (Novo): 1%

Branco/nulo: 8%

Não sabe/não respondeu: 8%

 

Cenário 2:

Renato Casagrande (PSB): 43%

Carlos Manato (PL): 12%

Fabiano Contarato (PT): 11%

Audifax Barcelos (Rede): 7%

Guerino Zanon (PSD): 5%

Erick Musso (Republicanos): 3%

Felipe Rigoni (União Brasil): 2%

Aridelmo Teixeira (Novo): 1%

Branco/nulo: 8%

Não sabe/não respondeu: 8%

 

Cenário 3:

Renato Casagrande (PSB): 50%

Carlos Manato (PL): 12%

Audifax Barcelos (Rede): 8%

Felipe Rigoni (União Brasil): 3%

César Colnago (PSD): 3%

Erick Musso (Republicanos): 3%

Aridelmo Teixeira (Novo): 1%

Branco/nulo: 10%

Não sabe/não respondeu: 10%

 

Pesquisa espontânea Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não recebem uma lista prévia de pré-candidatos, Casagrande lidera com 21% das intenções de voto. Todos os demais nomes ficam empatados tecnicamente dentro da margem de erro.

Veja o resultado a seguir:

Renato Casagrande (PSB): 21%

Carlos Manato (PL): 4%

Fabiano Contarato (PT): 3%

Audifax Barcelos (Rede): 1%

Paulo Hartung (sem partido): 1%

Felipe Rigoni (União Brasil): 1%

Outros: 3% Branco/nulo: 13%

Não sabe/não respondeu: 53%

 

Senado

A vaga de Senado pelo estado também deu empate. Sérgio Meneguelli (Republicanos), teve 22%; Magno Malta (PL), com 20%; e Rose de Freitas (MDB), com 16%, estão tecnicamente empatados considerando a margem de erro de três pontos percentuais.

O cenário testado foi estimulado, ou seja, os entrevistados receberam uma lista de nomes de pré-candidatos e apontaram o de sua preferência.

 

Cenário 1:

Sérgio Meneguelli (Republicanos): 22%

Magno Malta (PL): 20%

Rose de Freitas (MDB): 16%

Coronel Ramalho (Podemos): 8%

Da Vitória (PP): 7%

Sérgio Majeski (PSDB): 5%

Branco/nulo: 12%

Não sabem/não responderam: 10%