Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Quarta Feira 29 de Junho de 2022

Menu

Política

Obra inaugurada por governador não tem dinheiro do Estado

Agenda oficial de Mauro Mendes em Sinop teve tom de pré-campanha eleitoral

Sinop | 11 de Março de 2022 as 18h 56min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Secom-MT

Em sua 6ª visita oficial na cidade de Sinop, o governador de Mato Grosso Mauro Mendes não conseguiu encontrar uma obra feita pela sua gestão para inaugurar. A agenda apática teve como ponto alto a inauguração de uma companhia do Corpo de Bombeiros – estrutura que foi feita com recursos municipais, com a doação de empresas e uma pequena contribuição do Poder Judiciário. Embora o Governo do Estado não tenha contribuído com a construção da base dos Bombeiros, foi Mauro Mendes que descerrou as placas de inauguração e a estátua comemorativa.

A base do Corpo de Bombeiros foi construída pelo Conselho Comunitário de Segurança, atendendo um pedido da corporação por uma nova unidade que melhorasse a logística dos Bombeiros. O Conselho recebeu R$ 350 mil em recursos municipais (Câmara e prefeitura) e mais R$ 150 mil do Ministério Público, repassados via poder judiciário. Segundo o presidente do Conselho, Aluízio Pereira de Barros, no total, o custo ficou próximo de R$ 750 mil.

Os R$ 350 mil não vieram do Estado. Esse valor foi arrecadado junto a empresas da cidade, que fizeram doações aos Bombeiros.

Mendes chegou em Sinop às 14h dessa quinta-feira (10). Seu primeiro compromisso oficial foi visitar as obras do Centro Socioeducativo – que estão cerca de 30% concluídas. No discurso, o governador fez questão de frisar que os recursos para a construção dessa unidade estão no cofre do Estado, bloqueados pela Justiça, desde 2006, mas que somente na sua gestão o projeto saiu do papel.

A agenda do governador passou por mais um logradouro que não tem recurso do Estado. Mendes visitou o Hospital da Visão, construído pelo Lions Clube, através de uma parceria entre a prefeitura e Usina Hidrelétrica de Sinop. O Hospital, inaugurado no ano de 2018, chamou a atenção do governador. “A ideia é fazer uma parceria com a prefeitura e com o Lions para realizar cirurgias pelo SUS nessa unidade”, comentou Mendes na coletiva.

Na entrevista, Mendes foi questionado do motivo de não incluir na sua agenda uma visita à Escola Estadual Cleufa Hubner, cujas obras iniciaram em 2013 e desde 2016 estão paralisadas. O governador disse que não se lembrava exatamente a situação da escola, mas que assumiu o governo com 385 obras paralisadas e que no momento existem menos de 40 nessa situação.

O tom de campanha eleitoral perseguiu o discurso do governador ao longo da noite. Mendes disse que até a conclusão do seu mandato entregará mais de 2,5 mil quilômetros de rodovias que receberam a pavimentação asfáltica. Segundo ele, o governador com melhor desempenho nesse setor fez 2,2 mil quilômetros, porém em 8 anos. Mendes também trucou com a performance do seu governo na Saúde, listando que a rede estadual sairá de 500 leitos para 2 mil leitos até o final da sua gestão.

Ainda na solenidade na nova unidade do Corpo de Bombeiros, Mendes assinou convênios com prefeituras que resultarão na aplicação R$ 224 milhões em obras. Para Sinop, o Estado confirmou a revitalização de 844.597,66 m² de asfalto nas ruas da cidade e duas novas escolas com 12 salas: uma no Residencial Nico Baracat e outra no Jardim Terra Rica. Nada sobre a Escola Cleufa Hubner. Mendes também confirmou a parceria para asfaltar a Estrada Nanci (já noticiada pelo GC Notícias, clique aqui para ler), e autorizou a licitação para recuperação da MT-423, entre Sinop e Claudia, que teve um trecho desmoronado um dia antes da visita.

Depois da solenidade, Mendes encerrou sua passagem por Sinop com uma reunião na Unesin, União das Entidades de Sinop, cena que deve se repetir durante a campanha eleitoral de 2022.