Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Quarta Feira 29 de Junho de 2022

Menu

Política

MP pede confirmação de liminar que reintegrou atriz pornô ao PT

Ester Caroline Pessatto tinha pretensão de se candidatar a deputada estadual pela sigla

Barrada no partido | 22 de Junho de 2022 as 10h 43min
Fonte: Foto: Chico Ferreira - Gazeta Digital

Thaiza Assunção - Gazeta Digital

O Ministério Público Eleitoral opinou pela confirmação da decisão liminar que determinou a filiação da atriz pornô Ester Caroline Pessatto, conhecida como “Tigresa Vip”, no PT em Mato Grosso.

A opinião foi apresentada pelo promotor de Justiça Henrique Schneider Neto, da Promotoria de Justiça da Comarca de Santo Antônio de Leverger, nas alegações finais da ação proposta por Ester contra a sigla.

A atriz pornô entrou com a ação após o partido barrar sua filiação por suposto vício no processo. Ela tinha pretensão de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da 38ª Zona Eleitoral de Santo Antônio do Leverger, concedeu a decisão liminar no dia 25 de maio para que ela fosse reintegrada ao partido.

Mesmo com a decisão, ela ficou de fora da lista de 13 pré-candidatos a deputados estaduais do PT, em encontro ocorrido no dia 29.

Na manifestação, o promotor de Justiça afirmou que o cancelamento da filiação da atriz pornô "deu-se de modo arbitrário, sem minimamente possibilitar o contraditório e a ampla defesa, além de não demonstrar fundada razão na negativa".

“Sendo assim, em alegações finais, uma vez que não é parte nos autos e na condição de custos legis, o Ministério Público opina pela confirmação da decisão liminar, no sentido de que seja mantido o nome da requerente na lista de filiados, no sistema FILIA”, diz trecho do documento.