Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 19 de Setembro de 2021

Política

Governador veta projeto para distribuir absorventes a mulheres de baixa renda

Ação visa mitigar o que vem sendo chamado de “pobreza menstrual”

Ciclo de pobreza | 20 de Julho de 2021 as 17h 37min
Fonte: Redação

Eliaz Costa/Unicef

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), vetou integralmente o Projeto de Lei nº 981/2020. A matéria previa a implantação de um programa para fornecimento de absorventes higiênicos nas escolas públicas estaduais de Mato Grosso e postos de saúde, para mulheres de baixa renda. A proposta é de autoria do deputado estadual já falecido, Silvio Favero, em conjunto com a deputada Janaina Riva. Janaina está defendendo a derrubada do veto na Assembleia Legislativa.

Ao vetar o projeto, Mendes apontou inconstitucionalidade da matéria, alegando que não foi apresentado estudo e previsão de impacto orçamentário. Nenhum projeto de lei de autoria do poder legislativo pode gerar “custo” ao poder executivo. O governador alegou que a aquisição e distribuição de absorventes por meio de cotas mensais a cada estudante impõe ao governo o acolhimento de uma nova despesa não prevista no orçamento.

Projetos similares ao vetado em Mato Grosso tem sido apresentados em diferentes locais do Brasil. A ação é considerada uma medida de mitigação à chamada “pobreza menstrual”. Muitas mulheres, em especial meninas, não possuem condição de adquirir o item de higiene, que é mensalmente necessário.

Em Sinop, no mês de abril desse ano, a ação foi proposta pela vereadora Graciele Santos (PT), através de uma indicação ao executivo municipal.