Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 26 de Fevereiro de 2024

Menu

Sinop

Ex-prefeita tem a maior rejeição, superando candidata do PT

Na lista de possíveis candidatos, Rosana Martinelli lidera ranking da reprovação

Política | 30 de Novembro de 2023 as 06h 30min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Assessoria

A primeira prefeita de Sinop e também o primeiro gestor do município a desistir da reeleição foi quem obteve a maior rejeição na pesquisa realizada pelo Instituto MKT, em parceria com o GC Notícias, Real TV/Record e a Rádio Jovem Pan. Rosana Martinelli (PL) ficou no topo da lista dos candidatos em quem os eleitores entrevistados Não votariam.

A ex-prefeita foi rejeitada por 28,03% dos entrevistados. A posição de Rosana frente ao eleitorado é dual. Líder do PL local, partido que chega sólido para o pleito de 2024, Rosana também figurou na pesquisa de intenções de voto para prefeito, ficando em segundo lugar, na estimulada, com 14,79%, atrás apenas do atual prefeito, Roberto Dorner (PRB). Ela também apareceu em terceiro lugar na pesquisa estimulada.

A rejeição de Rosana superou inclusive a da candidata do PT, partido com alta taxa de reprovação junto ao eleitorado local, muito engajado no Bolsonarismo. Graciele Santos, a única mulher vereadora da atual legislatura e único membro do PT eleito, foi a segunda mais rejeitada, com 16,90%.

Outros 15,77% não souberam ou não quiseram responder a pergunta sobre qual candidato não votariam de forma alguma. A taxa é similar a reprovação obtida pelo atual prefeito. Roberto Dorner recebeu uma rejeição de 15,35% dos entrevistados. 9,15% declararam voto em Branco.

O atual vice-prefeito Dalton Martini (PL), teve 5,49% de rejeição. O ex-senador Jorge Yanai (Podemos), 5,07%. Adenilson Rocha (PSDB), que liderou as pesquisas para vereador, foi o menos rejeitado da lista proposta, repudiado por 4,23% dos entrevistados.

A pesquisa do Instituto MKT foi realizada entre os dias 9 à 20 de novembro. Foram entrevistados, pessoalmente, 710 eleitores de Sinop, em 23 diferentes macrorregiões da cidade. A margem de erro da pesquisa é de 3,6% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.

Perfil de quem respondeu

A amostra de eleitores entrevistados pelo Instituto MKT acompanha o perfil da população de Sinop identificada pelo Censo do IBGE.

Quanto à formação, 42,11% dos entrevistados tem ensino médio, 20,7% ensino fundamental e 17,46% ensino superior. O restante tem ensino superior incompleto, sem escolarização ou analfabeto.

Quanto à religião, 50% são católicos, 29,3% evangélicos, 17,46% acreditam em Deus, mas não possuem uma religião. Os menos de 3% restantes exercitam outras religiões ou são ateus.

Já com relação à renda, 41,8% ganham entre 1 e 3 salários mínimos por mês. 32,5% recebem de 3 a 5 salários mínimos e 15,2% de 5 a 10 salários mínimos. Os 6,5% recebem mais de 10 salários e 3% menos de 1 salário mínimo.