Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quinta Feira 02 de Dezembro de 2021

Política

Câmara concede comenda para Jair Bolsonaro

Presidente da República será agraciado com a Comenda Colonizador Ênio Pipino

Sinop | 04 de Outubro de 2021 as 17h 50min
Fonte: Jamerson Miléski

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro entra para o rol de cidadãos condecorados com a Comenda Colonizador Ênio Pipino - honraria que leva o nome do fundador da cidade de Sinop. A condecoração foi aprovada pela Câmara de vereadores de Sinop na sessão desta segunda-feira (4). Apenas a vereadora Graciela Santos (PT), foi contrária a conceder o título para o atual presidente da República.

A vereadora argumentou que a comenda não deveria ser concedida para uma pessoa que divulga a nação de forma negativa no exterior – citando como exemplo a passagem de Bolsonaro por Nova York, durante a assembleia geral das Nações Unidas. Graciele também afirmou que não existe uma única obra significativa que tenha sido feita por esse governo e selou sua fala lembrando dos 600 mil brasileiros mortos durante a pandemia de Covid-19.

O projeto de lei que concede a Comenda para Jair Bolsonaro foi proposto pelo vereador Ademir Bortoli (PRB). Para o autor, Bolsonaro é um ícone de uma revolução política em curso. “Essa simples homenagem ao nosso presidente da República se dá a um homem que está Comandando nossa nação com punhos de ferro. Um homem que colocou Deus acima de tudo, a família e a pátria. Um homem que mandou para Sinop no ano passado R$ 40 milhões na época da pandemia. Que se preocupou em colocar ministros que não tem mancha alguma e estão lutando pela Ferrogrão e o desenvolvimento da nossa cidade. Um homem que diz que vamos ter a universidade federal do Norte de Mato Grosso e a construção do IFMT. Tem que dizer mais alguma coisa?”, discursou Bortoli.

O vereador também argumentou que Bolsonaro nunca foi preso e que seu mandato nunca teve uma mancha de corrupção. Sobre a participação do presidente no ONU, Bortoli disse que Bolsonaro defendeu a região e o país. “Bolsonaro é abençoado por Deus. Quando Deus coloca a mão, quando Deus está à frente, esqueçam. Pode gritar, pode espernear. Enquanto Deus quiser esse homem vai comandar nossa nação com punhos de ferro. Porque é isso que nós precisamos para nosso país continuar no desenvolvimento que tá”, completou o vereador.

Toninho Bernardes (PL), Élbio Volksweis (Patriota) e Hedvaldo Costa (PRB), também fizeram falas em defesa de Bolsonaro. “Um homem honesto, íntegro e que está fazendo muito pelo Brasil. Acabou a era da bandidagem”, disse Toninho Bernardes.

“Ninguém foi atacado como esse homem, até fisicamente. Todos os dias trabalham para destruir a reputação desse homem. Quem ataca esse presidente é quem quer a aprovação do incesto, a liberação de drogas, quem quer matar uma criança no ventre da mãe e aprovar a lei de aborto. Quem ataca esse presidente quer a ideologia de gênero pra destruir as famílias de nosso país”, discursou Hedvaldo.

Além da Ferrogrão, da proposta de emancipar o campus da UFMT, da defesa da família e de “Deus”, os argumentos de defesa ao atual governo também incluíram a crítica ao antigo Governo, do PT. “Bandido, covarde, safado e ladrão, que deveria estar na cadeia”, disse Hedvaldo Costa, sem mencionar o nome do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. E emendou: “Vou fazer um desafio. Proponha um título de cidadão sinopense nessa casa para o ex-presidente do partido vermelho para ver o que acontece”, disse Hedvaldo, encerrando sua fala e deixando a tribuna.

Criada em 2003, a Comenda Colonizador Ênio Pipino é uma homenagem destinada aos pioneiros de Sinop, pessoas físicas e jurídicas, merecedoras de distinção, pela destacada atuação em sua respectiva área de atividade, que tenham contribuído para o desenvolvimento ou divulgação de Sinop, do Mato Grosso ou do Brasil.