Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Eleições 2024

Bancada do PL conversou antes de Valdemar anunciar filiação de Dorner

Reunião foi antes da gravação do vídeo que anunciou o ingresso do prefeito no PL

Política | 22 de Março de 2024 as 16h 59min
Fonte: Redação

As lideranças do PL que começaram a repudiar a filiação do prefeito de Sinop, Roberto Dorner, no partido, estiveram reunidos com o presidente nacional da sigla, Valdemar da Costa Neto, instantes antes do anuncio ser feito.

Na reunião estiveram a ex-prefeita de Sinop e presidente do PL no município, Rosana Martinelli, os deputados federais José Medeiros, Abílio Brunini e Amália Barros, o deputado estadual Gilberto Cattani e o senador Wellington Fagundes. No encontro, a cúpula do PL foi informada de que Dorner seria filiado ao partido e como pretende disputar a reeleição, chega na sigla como candidato natural a prefeito.

Horas após o anúncio, no entanto, Cattani, Brunini e Amália iniciaram uma ofensiva contra Dorner, em defesa da candidatura da empresária Mirtes Grota, que se filiou ao PL e se apresenta como pré-candidata a prefeita de Sinop – e que já declarou que não pretende ser vice, apenas titular de uma eventual chapa.

Além de Mirtes, o PL também filiou no final do ano passado o vice-prefeito Dalton Martini, que se elegeu junto com Dorner mas que tornou-se adversário do atual gestor. A ex-prefeita Rosana Martinelli, presidente do PL Sinop, também havia anunciado sua pré-candidatura.

Ao invés de coesão, o anúncio de Dorner no PL desencadeou uma disputa interna, com divergências internas de quem deve ser o “candidato da Direita”. Parte das lideranças do partido que estão contra a candidatura de Dorner já estiveram com o prefeito nas eleições passadas e até mesmo dentro da atual gestão. O prefeito de Sinop fez campanha aberta e declarada para Bolsonaro e para os deputados do PL, além de apoiar a candidatura ao Senado de Wellington Fagundes. Alguns vereadores, que integram sua base, também apresentaram resistência ao ingresso de Dorner no PL.

A janela de filiação partidária encerra no dia 5 de abril. Dorner está no PL e os demais pré-candidatos do partido não retiraram suas candidaturas. Caso a resistência de parte do grupo persista, há dois cenários prováveis: Dorner, Mirtes e Dalton disputarão nas convenções quem será o candidato do PL ou dois dos 3 pré-candidatos deixam a sigla para viabilizar suas campanhas em outro partido.

No caso da segunda hipótese, haveriam dois candidatos “da Direita”, um filiado ao partido do ex-presidente Jair Bolsonaro e outro, em um partido diferente, se apresentando com o candidato de Bolsonaro.

Em 2020 o PL abriu mão do projeto de reeleger a prefeita Rosana Martinelli para apoiar Roberto Dorner. Dalton, a época no Patriotas, também recuou do seu projeto para compor.