Boa noite, Quarta Feira 12 de Maio de 2021

Política

Apenas uma empresa se oferece para vender lanche para prefeitura

Sem concorrência, compra superior a R$ 400 mil teve apenas 1% de desconto

Sinop | 16 de Abril de 2021 as 17h 06min
Fonte: Jamerson Miléski

Quantas empresas vendem salgadinhos, bolo, pão de queijo, misto-quente, x-salada, panettone, sucos e refrigerantes em Sinop? Bom, disposta a ter a prefeitura de Sinop como cliente, apenas uma. A D.B.M Distribuidoras de Alimentos, uma empresa fundada no município no ano de 2018, foi a vencedora do Pregão Presencial 015/2021 – lançado pela prefeitura para compra de 20 itens entre doces, salgados e bebidas. Concorrendo no leilão apenas com ela mesma, a D.B.M precisou baixar pouco mais de 1% do valor teto fixado pela licitação para “abocanhar” a venda.

Assim, a compra estimada pela prefeitura de Sinop em R$ 402.685,05 acabará custando R$ 398.463,00 – considerando se a gestão consumir todos os produtos que licitou.

Em alguns itens a empresa sequer deu desconto. É o caso do salgado assado, típico de festa, recheado com carne, queijo, presunto ou frango. O valor da tabela era R$ 0,70 cada e a D.B.M pegou o preço cheio. Serão R$ 51.737,00 só com o salgado assado.

Com os salgados fritos foi a mesma coisa. A prefeitura pediu 71.560 salgadinhos, tipo rissoles, coxinha e bolinha de queijo. O preço da licitação era R$ 0,54 por cada. Foi exatamente esse o valor da proposta apresentado pela D.B.M.

Nem no refrigerante a empresa aliviou. A licitação pedia bebidas de dois litros, igual ou melhor a Coca-Cola e Pepsi. Por cada Pet, a prefeitura pagaria R$ 7,05. A empresa venceu esse lote com um preço de R$ 6,75, oferecendo refrigerante Marajá.

Dos 20 itens licitados, isoladamente o mais caro são os x-saladas. A prefeitura pretende comprar 6.420 desses lanches com hambúrguer, alface, tomate, queijo e presunto. O preço teto era R$ 11,49 cada. A empresa vencedora do certame vai vender o lanche por R$ 11,45. Essa “lanchada” vai custar para prefeitura R$ 73 mil.

O resultado da licitação foi publicado pela prefeitura na quinta-feira (15). Segundo a gestão, os lanches, refrigerantes, sucos, salgados, bolos, pães e bolachas vão “atender atividades vinculadas a congressos, seminários, mostras culturais, reuniões, treinamentos, entre outros eventos e desenvolvimento de ações da Administração Municipal”.

Conforme o edital, essa conta será paga com dotações da secretaria de saúde, educação, assistência social, trânsito, finança, meio ambiente, administração e governo.