Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 18 de Setembro de 2021

Polícia

Três são presos por estuprar mãe e filha numa festa em MT

Jovem tinha namoro com um dos estupradores pela internet

Estupro | 15 de Junho de 2021 as 16h 55min
Fonte: Folha Max

Divulgação

Três pessoas, entre elas um menor de idade, envolvidos em uma situação de estupro cometido contra mãe e filha no distrito de Santa Elvira, município de Juscimeira (157 km ao sul de Cuiabá) foram ouvidas e autuadas em flagrante pela Polícia Civil, nesta terça-feira (15.06). No total, sete suspeitos (dois menores de idade) que estavam na casa em que ocorreram os fatos foram conduzidos à Delegacia de Juscimeira para prestar esclarecimentos, sendo identificada a participação de três envolvidos em crimes de estupro, importunação sexual, lesão corporal e corrupção de menores.

Os outros quatro conduzidos foram ouvidos como testemunha dos fatos e em seguida liberados. As vítimas, a mãe de 34 anos e a filha de 19 anos, moram em Cuiabá e foram passar o final de semana no distrito de Santa Elvira, com um grupo de pessoas entre elas, um dos suspeitos com o qual a jovem mantinha um relacionamento pela internet.

Durante uma das festas que ocorreram na casa, as duas mulheres foram vítimas de estupro coletivo, praticados por dois homens (um conduzido e um que está foragido) e um adolescente (que também foi conduzido). Os suspeitos foram conduzidos pela Polícia Militar à Delegacia de Juscimeira, onde após as oitivas, foi identificado o suspeito de 26 anos (namorado da jovem de 19 anos) como um dos autores do estupro coletivo.

Ele teria praticado o estupro coletivo contra as duas vítimas, e no dia seguinte somente contra a mãe da namorada sendo autuado em flagrante pelo crime. O suspeito foi autuado em flagrante por estupro (cometido contra a mãe) e corrupção de menores e responderá em inquérito policial pelo crime de estupro coletivo (praticado contra as duas vítimas).

Thank you for watching

O suspeito possui várias passagens criminais e saiu a cerca de um mês do presídio da Mato Grande. O segundo suspeito maior de idade é o dono da casa em que ocorreram os fatos.

Ele não participou do estupro coletivo, mas assediou as duas vítimas e como foi rejeitado, agrediu a jovem com um tijolo, lesionando o pé da vítima. Diante dos fatos, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal, importunação sexual e corrupção de menores.

Um dos menores conduzidos teve a participação identificada no estupro coletivo. Ele não estava em situação de flagrante, uma vez que o fato ocorreu no sábado.

O menor ouvido e responderá por procedimento de ato infracional análogo a estupro.Segundo o delegado responsável pelas investigações, Ricardo Franco, foi uma ocorrência grave e bastante complexa, em que foram conduzidas nove pessoas para delegacia, sendo sete suspeitos e as duas vítimas, que exigiu um trabalho minucioso nas oitivas para esclarecimento dos fatos.

“Concluímos a investigação com a identificação da autoria dos fatos. As diligências continuam em andamento, uma vez que foi identificada a participação de um terceiro suspeito que ainda não foi localizado pela Polícia”, disse o delegado.