Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 24 de Setembro de 2021

Polícia

Traficante de MT é preso em mansão na Bolívia

Luan é suspeito de fazer parte da quadrilha de narcotráfico internacional

Operação Hybris | 15 de Junho de 2021 as 17h 00min
Fonte: G1-MT

Divulgação

O foragido da Justiça Federal de Mato Grosso por tráfico de drogas, Luan Wander Rufino foi preso durante uma operação da polícia boliviana em um condomínio no município de Santa Cruz de La Sierra e entregue à polícia brasileira nesta terça-feira (15).

Luan é suspeito de fazer parte da quadrilha de narcotráfico internacional investigada na operação Hybris, da Polícia Federal (PF), deflagrada em 2015. Segundo a polícia, ele faria parte do 'operacional' da quadrilha.

Na época, foram apreendidos R$ 50 milhões em bens, entre eles, duas aeronaves do empresário Ricardo Cosme, suspeito de ser o líder da quadrilha.

Os bens encontrados pela PF seriam resultado de uma movimentação intensa de droga comprada na Bolívia e remetida para outros estados do Brasil ou para o exterior. A PF estima que a quadrilha transportava cerca de três toneladas de entorpecentes por mês, movimentando cerca de R$ 30 milhões mensais.

Luan usava documentos falsos quando recebeu voz de prisão.

O foragido estava na Bolívia há pelo menos cinco anos, com o nome falso de Vitor José Nunes. Ele era foragido de Pontes e Lacerda, no sudoeste de Mato Grosso, e foi entregue à Polícia Federal de Corumbá (MS) nesta terça-feira (15).

Após os procedimentos, Luan será conduzido ao Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá, onde aguardará transferência para Mato Grosso.