Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sexta Feira 19 de Agosto de 2022

Menu

Polícia

Sorriso: mortes de três homens seguem sob investigação da polícia

Crescente de homicídios na cidade tem sido o foco das apurações

Investigação | 01 de Agosto de 2022 as 08h 50min
Fonte: Portal Sorriso

Foto: Portal Sorriso

A Polícia Civil segue com as investigações dos três homicídios registrados no último sábado (30), em Sorriso. Freddy Henrique Ferreira Testa, de 21 anos, foi morto a tiros em uma residência na rua Barra do Una, no bairro Rota do Sol e Welson Ribeiro Silva, de 28 anos, e Eli Anderson Monteiro de Souza Arantes, de 23 anos, foram assassinados em um bar.

Conforme apurado pela reportagem, nenhum suspeito foi localizado após o assassinato de Freddy Henrique Ferreira Testa, de 21 anos, cuja motivação do crime também segue sob investigação. “A vítima estava dentro de casa sobre uma cama, onde foi alvejada. Não houve movimentação e não tem sinais de arrombamento até porque próprio sistema de trancamento quanto do portão e da residência era defeituoso. Uma cena relativamente é uma cena simples, vários disparos, mas sem movimentação muita dinâmica”, informou o perito criminal da Perícia Oficial e Identificação Técnica, Nilton Adalberto.

Ainda segundo Adalberto, no local do crime foram encontrados alguns estojos de arma de fogo no local. "A vítima apresentava em torno de 22 perfurações, porém destas tem entradas e saídas. Vamos precisar de mais exames para precisar exatamente quantos tiros atingiram a vítima”, acrescentou.

Já em um bar localizado na rua Padre Alvares Cabral, no bairro Bell Valle, foram mortos os jovens Welson Silva (proprietário do estabelecimento) e Eli Arantes (funcionário).

O perito Rogério Kolzer informou que em uma das vítimas havia apenas um disparo na cabeça enquanto na outra tinham diversos tiros nas costas e pernas. O suspeito do crime também não foi achado.