Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Polícia

Sinop: Após não conseguirem atendimento, familiares retiram paciente com Covid de unidade

Paciente está em estado grave

Covid-19 | 06 de Abril de 2021 as 08h 56min
Fonte: Franciele Vieira

Franciele Vieira

Profissionais de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Jardim Ibirapuera, em Sinop, registraram na noite da última segunda-feira (05), um Boletim de Ocorrência alegando terem sido ameaçados pelos familiares de um paciente com quadro grave de Covid e um com suspeita.

No documento policial consta que o paciente foi retirado da unidade sem receber a alta médica. No momento da saída, um dos familiares ainda ameaçou o médico plantonista dizendo que ele “iria ver”, caso se encontrassem na rua.

Em contrapartida, Bianca Souza, que se identificou como sobrinha, relatou que não foi isso que aconteceu e que na data do ocorrido, ela e outros familiares teria levado o tio que é cadeirante, para que pudesse ser atendido na unidade.

Após um longo período de espera, o médico plantonista disse que era para o cadeirante ir para casa devido à falta de vagas. Porém no momento em que ambos estavam indo embora, o profissional de saúde quis impedir a saída do paciente, afirmando que ele seria transferido para o Hospital Santo Antônio. Nesse momento ocorreu um desentendimento, e após conversa conseguiram retirar o homem da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Para finalizar, Bianca Souza afirmou que em nenhum momento houve ameaças, e que na semana anterior deste ocorrido, a família já havia levado a avó de 80 anos, para ser atendida e que ambos os familiares enfrentaram problemas parecidos com o mesmo médico da unidade. A cópia do boletim de ocorrência registrado pelos familiares até o momento não foi enviada para a redação do site GC Notícias.