Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 28 de Setembro de 2021

Polícia

Preso em Sinop o acusado de matar a esposa a marretadas e tijoladas

Georgileis Cardoso da Silva, 52 anos, disse ter matado a esposa por ciúmes

Feminicídio | 15 de Julho de 2021 as 08h 04min
Fonte: Anderson de Oliveira

Divulgação

A Delegacia da Mulher de Sinop cumpriu o Mandado de Prisão Preventiva N°1013337-79.2021.8.11.0015.01.0001-14, expedido pela 2ª Vara Criminal de Sinop, contra Georgileis Cardoso da Silva, 52 anos.

Cardoso é acusado de espancar a marretadas e tijoladas, a esposa Francinete Silva dos Santos, 32 anos, no bairro Montreal Park, em Sinop. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional no dia 13 de julho.

Georgileis foi preso na comunidade 12 de outubro, as margens da BR-163, na tarde da última quarta-feira, (14). Ele estava trabalhando quando os investigadores chegaram no local.

O suspeito confessou o crime, e disse à polícia, que matou Francinete por ciúmes. Segundo ele, a esposa estaria tendo um caso extraconjugal, por isso, planejou matar e enterrar a mulher no fundo da residência.

O acusado recebeu guarida em uma residência no Bairro Gente Feliz, e estaria prestando serviço em uma propriedade, distante 50 Km de Sinop.

Ele será encaminhado para o Presídio Osvaldo Florentino Ferreira Leite, em Sinop, onde aguardará por audiência de Custódia.

Georgileis Cardoso da Silva poderá responder pelo crime de feminicídio.

A palavra feminicídio ganhou destaque no Brasil a partir de 2015, quando foi aprovada a Lei Federal 13.104/15, popularmente conhecida como a Lei do Feminicídio. Isso porque ela criminaliza o feminicídio, que é o assassinato de mulheres cometido em razão do gênero, ou seja, a vítima é morta por ser mulher.