Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Monstro de Sorriso

Por segurança, juiz transfere assassino para presídio em Cuiabá

Gilberto Rodrigues dos Anjos matou mulher e três filhas no último final de semana em Sorriso

Polícia | 30 de Novembro de 2023 as 06h 00min
Fonte: Mídia News

Foto: Reprodução

A Justiça determinou a transferência do pedreiro Gilberto Rodrigues dos Anjos, assassino confesso de quatro mulheres de uma mesma família em Sorriso, para a Penitenciária Central de Cuiabá. A medida foi tomada para manter a "incolumidade física" do autor do crime.

A decisão é do juiz Walter Tomaz da Costa, da Vara Criminal de Sinop.

Esta é a segunda transferência do pedreiro, que foi preso na segunda-feira (27) em Sorriso depois de confessar os crimes.

Naquele mesmo dia ele foi retirado da cidade, também por questões de segurança, e transferido para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite, o “Ferrugem”, em Sinop.

Para a Justiça, a unidade prisional de Sinop também não oferece segurança, o que motivou a nova transferência.

“Nessa conturbada situação apresentada é de muito bom alvitre que ele seja recambiando para um local de maior segurança. Embora não seja impossível manter a incolumidade física dele na unidade prisional que está atualmente, ainda assim determino que ele seja transferido incontinenti para a Penitenciária Central do Estado”, escreveu o magistrado.

Conforme a decisão do juiz, o criminoso deverá ficar na rio 8 da PCE.

 

As mortes 

O crime aconteceu entre a noite de sexta-feira (24) e a madrugada de sábado (25), quando o pedreiro invadiu a casa da família.

Ele matou a facadas a mãe Cleci Calvi Cardoso, 47 anos, e as filhas dela, Miliane Calvi Cardoso, 19, e duas menores de 13 e 10 anos.  O pai estava viajando a trabalho.

O criminoso ainda estuprou a mãe e as duas filhas mais velhas quando elas agonizavam.

A casa delas fica ao lado da obra onde Gilberto trabalhava e residia, no Bairro Florais da Mata.