Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quarta Feira 29 de Junho de 2022

Menu

Polícia

Policiais civis recuperam gerador de energia furtado e prendem homem por receptação

Equipamento foi locado por uma pessoa que se passou por funcionário de um grupo de agronegócio

Furto | 11 de Dezembro de 2021 as 15h 58min
Fonte: Assessoria PJC

Foto: Assessoria

A equipe de investigação realizou diversas diligências para esclarecer o furto do equipamento ocorrido no início deste mês, em Sorriso, e localizou o grupo gerador nos fundos de um barracão, no bairro Figueirinha, em Várzea Grande. O proprietário do local disse inicialmente que estava guardando o equipamento para uma terceira pessoa, mas depois acabou confessando que ia comprar o gerador.

Conforme relatou a vítima, uma pessoa procurou a empresa, por telefone, para locação do gerador e disse que deveria ser levado até a cidade de Santo Antônio de Leverger. O suspeito se identificou como funcionário de um grupo de agronegócio e informou que o gerador iria, posteriormente, para uma fazenda da empresa. Diante do pedido, o dono do equipamento fez o contrato e enviou por e-mail para o endereço informado, com valor de R$ 7 mil a locação por um mês.

A vítima então, encaminhou o equipamento para Santo Antônio de Leverger e o contratante acompanhou a chegada do gerador e o transbordo para um caminhão que, supostamente, iria para a fazenda do grupo agrícola. No dia 03 de dezembro, quando a vítima enviou o boleto para pagamento da locação, descobriu então a fraude aplicada, utilizando o nome do grupo empresarial e procurou a Polícia Civil relatando o ocorrido.

Diligências

A equipe de investigação da Derf de Cuiabá foi até Santo Antônio de Leverger, no endereço onde o gerador foi deixado primeiramente e descobriu que o equipamento teria sido levado em um caminhão munck até uma borracharia em Várzea Grande.

Os policiais chegaram então até uma antiga fábrica de vinho, no bairro Figueirinha, onde o proprietário autorizou a entrada. Ao avistar o equipamentofurtado, os investigadores questionaram o dono do local, que informou que estaria guardando o gerador para um conhecido.

Após a chegada de seu advogado ao local, o suspeito de receptação assumiu que estava comprando o referido equipamento. Ele foi conduzido para a Derf e autuado em flagrante por receptação.