Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 04 de Julho de 2022

Menu

Polícia

Polícia Militar prende quadrilha suspeita de matar quatro pessoas

Suspeitos teriam cometido crimes a mando de uma organização criminosa

Sinop | 26 de Dezembro de 2021 as 15h 59min
Fonte: Thiago Carvalho - PMMT

Foto: PMMT

A Polícia Militar, por meio da Companhia Independente de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e da Agência Regional de Inteligência (ARI) do 11º Batalhão, prendeu sete suspeitos, entre eles uma mulher, por formação de quadrilha, homicídio doloso, tráfico ilícito de drogas e posse irregular de arma de fogo. A prisão aconteceu na tarde deste sábado (25.12), no bairro Jardim Oliveiras, em Sinop.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Agência Regional de Inteligência recebeu informações de que na casa de um dos suspeitos estaria acontecendo um churrasco em comemoração à chacina ocorrida no Jardim Umuarama, na madrugada de sábado (25), quando quatro pessoas foram assassinadas.

Em dado momento, a ARI interceptou dois suspeitos afirmarem que realizaram os homicídios a mando de uma organização criminosa, e que as vítimas seriam rivais vindo de Goiás. Relataram, ainda, que o líder da organização no município arrumou armas e veículos para executar o crime, e que eles ficariam reconhecidos no Estado dentro da organização por eliminar os rivais. 

A ARI acionou uma equipe Raio para realizar a abordagem aos suspeitos na residência. Durante as buscas pessoais foi localizado um revólver calibre 38 e duas munições intactas com o suspeito, que seria o líder da organização em Sinop. Já em diligências pela casa, os policiais encontraram três peças de maconha e uma garrucha calibre 22, que foram apreendidas.

O suspeito dado como o líder da quadrilha relatou que os homicídios foram realizados a mando da organização e informou, ainda, que planejou outros homicídios no Jardim Paulista, onde quatro pessoas foram mortas em uma residência.

A quadrilha recebeu voz de prisão e todos os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Sinop.