Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Segunda Feira 27 de Junho de 2022

Menu

Polícia

Polícia Comunitária atua no fortalecimento entre a sociedade e as forças de segurança

Em 2021 foram realizadas 86 visitas e orientações técnicas aos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consegs) de Mato Grosso

Melhoria da segurança pública | 26 de Dezembro de 2021 as 15h 49min
Fonte: Juliano Patrick - Sesp-MT

Foto: Assessoria - Sesp-MT

Com o objetivo de proporcionar e estreitar cada vez mais os laços e a relação entre as forças de segurança do Estado com a sociedade, a Coordenadoria Estadual de Polícia Comunitária (Ceap) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) realizou neste ano 86 visitas e orientações técnicas aos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consegs) de Mato Grosso.

As visitas aos municípios do interior, consistem em atender e regulamentar o novo modelo de Conseg, obedecendo a legislação atual. Na ocasião, é realizada uma palestra esclarecendo os fundamentos da Polícia Comunitária, direitos e obrigações dos conselhos, além do diálogo e troca de experiências.

Também são apresentadas ações realizadas pela coordenadoria estadual, bem como a importância dos Consegs na captação de recursos para investimentos em segurança pública, seja nos projetos de prevenção primária ou em melhorias e construções de unidades de segurança no município.

Além das Orientações Técnicas e visitas ao interior, a Coordenadoria de Polícia Comunitária realizou, em 2021, acompanhamentos, auxílios, assessoramento e instruções às autoridades municipais, conforme solicitação dos membros do Consegs e autoridades públicas locais.

Ao todo, foram 136 acompanhamentos e reuniões prestando auxílio às unidades de segurança pública, Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Politec, no viés da filosofia e doutrina de Polícia Comunitária, além de reuniões para regularização de Consegs ou até mesmo reativação dos conselhos em municípios que estão inativos.

O coordenador de Polícia Comunitária da Sesp-MT, tenente-coronel PM Sebastião Carlos, frisou o importante papel que a coordenadoria desenvolve com os Consegs do estado, bem como a integração entre as forças de segurança e a sociedade. 

 “A grande importância deste trabalho que a secretaria vem fazendo, por meio da Coordenadoria Estadual de Polícia Comunitária, em visitar os municípios e conversar com a comunidade falando de segurança pública, é justamente para implementar ações em prol dos munícipes, da sociedade melhorando a segurança pública do local e possibilitando uma maior qualidade de vida aos cidadãos”, destacou o coordenador.

Além disso, outro trabalho da Polícia Comunitária neste ano, foi a realização do Curso Intensivo em Polícia Comunitária nos municípios de Primavera do Leste e em Sorriso. A qualificação em Polícia Comunitária é destinada aos profissionais de segurança pública das Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), membros dos Consegs e qualquer cidadão que queira participar.

O curso ministrado possui 8 horas/aula e conta com um certificado ao final das atividades. A proposta inovadora, proporciona aos participantes conhecimentos capazes de estimular resultados desencadeadores de mudanças de performances na vida profissional do agente de Segurança Pública.

O coordenador de Polícia Comunitária da Sesp-MT, também é o idealizador desta capacitação e destaca que o intuito é que em 2022 a equipe da coordenadoria possa percorrer as 15 Risps de Mato Grosso, qualificando os profissionais da segurança, os membros dos Consegs e qualquer cidadão que resida no município que esteja realizando o curso.  

“Nós pretendemos levar esse curso a todas as Regiões Integradas de Segurança Pública de Mato Grosso. Contamos com profissionais capacitados na coordenadoria que se dirigem até os municípios do interior, qualificando essas pessoas no conceito da filosofia de Polícia Comunitária”, destacou o tenente-coronel.

Entre os assuntos abordados no curso estão: conceitos da filosofia da Polícia Comunitária; a mobilização social e técnicas que facilitam a interação entre profissionais de segurança e comunidade; as normas e funcionamento dos Consegs; projetos, programas, entre outros assuntos.

“Para 2022 pretendemos cada vez mais fortalecer e buscar parcerias, oferecendo uma segurança com ainda mais qualidade. Mato Grosso tem sido destaque para outros estados por conta da filosofia de Polícia Comunitária. Eu quero agradecer e parabenizar cada membro dos Consegs, que são pessoas que deixam um pouco suas atribuições pessoais e firmam compromissos em prol da coletividade de maneira voluntária”, enfatizou o coordenador de Polícia Comunitária da Sesp-MT.

 

Recursos

Nos últimos dois anos, os Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consegs) de Mato Grosso captaram um recurso de aproximadamente R$ 20 milhões para investimento em segurança pública. O valor é destinado a projetos, melhorias das sedes dos Consegs e outros avanços voltados à Segurança Pública da comunidade local. 

 

Encontro Regional

O Encontro Regional dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública reúne todos os Consegs do Estado para discutir problemas, planejar ações, estabelecer ideias e atividades futuras, além de buscar o fortalecimento dos Conselhos Comunitários de cada município.

O evento tem parceria com a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública de Mato Grosso (Feconsegs-MT). E neste ano foram realizados na Risp 3, 7, 11 e 12, que compreende os municípios de Sinop, Tangará da Serra, Primavera do Leste e Pontes e Lacerda.