Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 02 de Julho de 2022

Menu

Polícia

PM prende sete suspeitos de envolvimento em 'chacina' que matou três homens em Sinop

Investigação policial | 25 de Dezembro de 2021 as 19h 08min
Fonte: Michael Esquer - Olhar direto

Foto: Rogério Florentino - Olhar Direto

Sete homens foram presos na tarde deste sábado (25) acusados de envolvimento na execução de três homens no bairro Jardim Umuarama, em Sinop. As vítimas, Robert Andrade de Souza, 18 anos, Leandro Nascimento, 35, e Daniel Farias, 23, foram mortas a tiros nesta madrugada de Natal.

A Polícia Militar confirmou que prendeu os sete suspeitos. A ocorrência ainda está em andamento. Uma quarta pessoa também foi atingida pelos disparos e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Sinop. Não se sabe o seu estado de saúde.

A ocorrência foi registrada por volta de 5h. A hipótese levantada é que membros de uma facção teriam arrombado a porta da casa e efetuado os disparos enquanto as vítimas dormiam. O crime aconteceu em um complexo de três quitinetes.

Proprietários do local disseram que Robert tinha acabado de chegar em casa quando foi surpreendido com a chegada de alguns homens atirando. Uma outra testemunha tentou fugir, porém, os criminosos ordenaram que ela se escondesse em um quarto.

Conforme essa testemunha, ela apenas teve conhecimento que Robert integrava uma facção criminosa na noite anterior. Algum tempo depois, vizinhos do bairro teriam dito que essa testemunha estava sendo acusada de proteger os criminosos rivais e que a facção iria matá-los.

Esta foi a versão dada pelos proprietários da quitinete. Segundo a Polícia Civil, a vítima que sobreviveu ainda permanece internada e, por isso, ainda não foi possível confirmar a veracidade dos fatos. Outros moradores da quitinete disseram que estavam dormindo quando escutaram diversos disparos. Alguns pularam janelas para fugir e disseram não ter visto nada.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para procedimentos de necropsia. Até o momento da publicação desta matéria nenhum suspeito pelo crime foi localizado. As motivações ainda serão investigadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil.