Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Polícia

Piloto afirma que foi ameaçado de morte e obrigado a transportar drogas

Alberto é terceiro sargento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.

EM HELICÓPTERO | 05 de Agosto de 2021 as 18h 07min
Fonte: Redação

O piloto Alberto Ribeiro Pinto Júnior, 45 anos, afirmou que foi contratado para fazer um voo legal mas que, quando chegou ao local, foi feito de refém e obrigado a fazer o transporte do entorpecente sob ameaça de assassinarem sua espoa. Ele foi preso por pilotar o helicóptero modelo ROBSON 44 carregado com 280kg de cocaína que caiu em Poconé no domingo (1º de agosto).

O depoimento do piloto foi acompanhado pelo advogado de defesa Dionas Brasil do Nascimento. Alberto é terceiro sargento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Ele confessou que era o piloto da aeronave e que presta serviços agrícolas, como pulverização e monitoramento. O bando teria contratado ele para seguir até uma fazenda em Maringá (PR).

O piloto relatou ainda que que ficou em uma fazenda, entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, onde foi informado que teria de buscar um “negócio” para os bandidos. Foi quando Alberto conta que se recusou a fazer o serviço, pois era honesto.

Conforme relatado, um dos homens disse que ele já estava no local, sabia o que estava acontecendo e que não deixaria ele ir embora sabendo de tudo. Além disto, ameaçou ir atrás dele e de sua esposa, que mora em Nova Friburgo (RJ).

Os bandidos então pegaram o celular do bombeiro e o obrigaram a voar até Cambará (PR), em uma fazenda, onde ele e um dos criminosos pernoitaram. Na volta, foi informado que teria de voltar sozinho e viu a droga já carregada no helicóptero. Por nervosismo, ele disse que pousou a aeronave no caminho e, quando tentou decolar, acabou tombando. 

Ocorrência

O piloto foi preso pelo Corpo de Bombeiros nessa quarta-feira (04/08) durante uma ocorrência de incêndio na região onde a aeronave foi localizada. Ele foi encaminhado para a delegacia e confessou que pilotava o helicóptero.