Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 03 de Julho de 2022

Menu

Polícia

Padre investigado por estupro de vulnerável é colocado em liberdade

Sacerdote será mantido em prisão domiciliar

Estupro de vulnerável | 22 de Fevereiro de 2022 as 11h 32min
Fonte: Redação

Foto: Reprodução

O padre Nelson Koch, de 54 anos, teve a liberdade concedida pelo desembargador Marcos Machado, na tarde de ontem (21). O sacerdote estava preso na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite “Ferrugem”, desde a última quinta-feira (17).

Conforme já informado, Nelson foi preso em um sítio após ser acusado de ter cometido estupro de vulnerável contra dois menores. De acordo com informações, o padre teria em alguns momentos passado a mão nas partes íntimas das vítimas.

Na decisão, o sacerdote deverá comparecer periodicamente em juízo singular, em prazo e condições estabelecidas pelo juiz da causa, não poderá sair de Sinop sem a autorização judicial, além de manter distância mínima de mil metros entre as vítimas, familiares ou testemunhas.

Consta nos documentos de defesa, que o Nelson por possuir formação superior deve ser realocado em uma “cela especial”, porém como o “Ferrugem” não tem cela destinada a pessoas com formação superior, o padre foi detido no raio cinco (voltado para evangélicos, e pessoas com baixa periculosidade). No local estão reclusos outros 52 presos.

A defesa ainda apontou que o sacerdote por ser hipertenso, e sofrer de depressão e ansiedade, precisa ser colocado em prisão domiciliar”. Após analisar todos esses itens, o desembargador acatou o pedido.