Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 03 de Julho de 2022

Menu

Polícia

Mulher é presa em flagrante por receptação de veículo e porte ilegal de arma de fogo

Na ação, o carro foi recuperado e várias armas apreendidas

Flagrante | 02 de Novembro de 2021 as 07h 30min
Fonte: Assessoria

Foto: Assessoria

A Polícia Militar recuperou uma caminhonete roubada e prendeu, na tarde de sábado (30.10), em Cuiabá, uma mulher de 38 anos por receptação e porte ilegal de arma de fogo. Dentro da residência onde a suspeita foi detida foram apreendidas, ainda, espingardas, uma metralhadora, munições e vários materiais utilizados em práticas criminosas.

A vítima do veículo roubado entrou em contato com a PM via 190, informando que o sistema de rastreamento havia emitido a possível localização da caminhonete, no bairro Doutor Fábio Leite II. A guarnição se deslocou até o local indicado, uma residência ao lado de um terreno baldio, onde os policiais conseguiram identificar a caminhonete.

A proprietária da casa se negou a abrir o portão da casa e dar informações sobre o automóvel, sendo necessária a intervenção dos policiais militares, que identificaram uma adulteração na placa do veículo no momento da checagem.

Em diligências pelo interior da residência na tentativa de encontrar a chave da caminhonete, a PM localizou uma submetralhadora 9mm artesanal com 33 munições intactas e um carregador, duas espingardas (calibre 20 e calibre 32) e munições para ambas, sete placas de colete balístico, três parafusadeiras, duas balaclavas, cinco rádios comunicadores com carregadores e quatro celulares.

A mulher foi presa em flagrante e responderá também pelos crimes de formação de quadrilha e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. O material apreendido foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde a suspeita foi acompanhada pela sua advogada e alegou que as armas e demais materiais seriam do seu marido.