Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Tolerância zero

Mais de 300 militares de MT estão mobilizados para capturar assassino de policial

Eles atuam, simultaneamente, em quatro frentes de trabalho, que se dividem em buscas terrestres e aéreas

Polícia | 31 de Maio de 2024 as 07h 43min
Fonte: Assessoria | Sesp-MT

Foto: Divulgação

Mais de 300 militares de Mato Grosso estão mobilizados em uma força-tarefa para capturar o autor do assassinato do sargento da Polícia Militar Odenil Alves Pedroso, de 47 anos.

O secretário de Estado de Segurança Pública, coronel César Roveri, explica que os militares foram mobilizados logo após o crime, que ocorreu na terça-feira (28.03), no bairro Morada do Ouro, em Cuiabá. 

Eles atuam, simultaneamente, em quatro frentes de trabalho, que se dividem em buscas terrestres e aéreas na área de atuação do 3º Batalhão, em Cuiabá, e em outras regiões do estado.

"O trabalho das forças de segurança só vai cessar quando o assassino do sargento Odenil Alves for localizado e preso. Essa é uma determinação do governador Mauro Mendes e um desejo de todos nós das forças policiais mato-grossenses. Estamos empenhados nessa missão”, enfatiza o secretário.   

As buscas são desenvolvidas especialmente nas áreas dos comandos regionais de Cuiabá, Várzea Grande, e empregam equipes das forças especializadas das polícias Militar e Civil como Bope, Rotam,  (operações aéreas), Cavalaria, GCCO e companhias de forças táticas. 
 
As equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derfva) e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) chegaram à identificação de Raffael Amorim de Brito, de 28 anos, apontado como executor do assassinato do sargento Odenil Alves. 

A descoberta da identidade do criminoso foi feita por meio de análises de imagens de câmeras de monitoramento e outras diligências investigativas. A motocicleta, a roupa e os calçados usados por ele no momento do crime foram apreendidos.

Raffael é reincidente em práticas criminosas. Contra ele há mandados de prisão em aberto pelos crimes praticado com extrema violência, como roubo à mão armada e extorsão mediante sequestro.