Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Quarta Feira 27 de Outubro de 2021

Polícia

Mais de 250 tartarugas são resgatadas em embarcações no Mato Grosso

Os responsáveis pela caça ilegal fugiram do local a ainda não foram identificados

SEMA | 13 de Julho de 2021 as 09h 15min

Mais de 250 tartarugas-da-amazônia, espécie ameaçada de extinção, foram resgatadas em três embarcações no entorno do Parque Estadual do Araguaia, localizado em Novo Santo Antônio-Mato Grosso, no domingo (11).

Segundo as equipes de fiscalização da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT) e do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (PMPA), os animais estavam condicionados em sacos, cobertos com folhagens. Após o resgate, os agentes fizeram a soltura em uma região segura.

Segundo a Sema-MT, as embarcações onde foram encontradas as tartarugas foram apreendidas. Já os responsáveis pela caça ilegal fugiram do local a ainda não foram identificados.

Por estar ameaçada de extinção, a tartaruga-da-amazônia é protegida por lei para captura, posse, transporte e comércio.

No entanto, mesmo com essas restrições, segundo a secretaria, a espécie sofre forte pressão. A caça ilegal acontece porque a carne dela tem valor comercial nas cidades próximas ao Parque, onde consideram um prato exótico.

A caça de espécies de fauna silvestre prevê a detenção de seis meses a um ano, e multa, conforme a Lei de Crimes Ambientais (Lei federal 9.605/98).

Rico em biodiversidade, o Parque Estadual do Araguaia é a maior unidade de Conservação de Mato Grosso, com cerca de 230 mil hectares, e uma das 33 Unidades de Conservação de Proteção Integral administradas pela Sema-MT.