Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 13 de Julho de 2024

Menu

Em Vera

Mãe é presa em MT suspeita de maus-tratos após maquiar rosto de bebê para esconder hematomas: 'Ou come ou apanha'

No local, os policiais encontraram o bebê em um quarto sujo, com roupas no chão e fraldas sujas. A criança de 3 anos apresentava sintomas de sarna e estava sem banho

Polícia | 09 de Abril de 2024 as 10h 37min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Reprodução

Uma mulher de 19 anos foi presa no município de Vera, suspeita de agredir e deixar os filhos, de 3 e 1 ano, em situação de abandono, nessa segunda-feira (8). No local, os policiais encontraram o bebê com hematomas no rosto e nas pernas, que estavam disfarçados por maquiagem, aplicada pela mãe.

Em um áudio, é possível ouvir a mãe dizendo aos policiais que a criança não comia e que ela apanharia por isso. 

“Ou ela come por bem ou por mal, a médica mesmo falou que ela tem que comer, a menina fez 1 ano e só quer comer leite puro. Aqui ou ela come ou ela apanha, um dos dois”, diz.

Segundo a Polícia Militar, as equipes foram até o local após receberem uma denúncia anônima de que duas crianças estariam sofrendo maus-tratos e estavam em situação de abandono pela mãe. Na casa, os militares encontraram a mulher, um homem e o bebê em um quarto sujo, com roupas no chão e fraldas sujas. Já a criança de 3 anos apresentava sintomas de sarna e estava sem banho.

Uma policial trocou a fralda do bebê, que foi encaminhada a uma Unidade de Saúde e ficou sob cuidados médicos junto ao Conselho Tutelar e a avó paterna.

Em uma foto, tirada na Unidade de Atendimento, a balança registra peso de 5,6 kg. O peso médio de um bebê de 1 ano de idade geralmente varia de 7 a 11 kg.

A criança de 3 anos também foi entregue ao Conselho Tutelar. Já a mãe das crianças foi encaminhada para a delegacia junto com o homem para prestar depoimento.

A Polícia Civil investiga o caso.