Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Terça Feira 23 de Julho de 2024

Menu

Complicações

Locutor é espancado por não dar R$ 2 a assaltante e morre no Amapá

Suspeito foi identificado, preso e liberado em audiência de custódia na época.

Polícia | 31 de Maio de 2024 as 07h 40min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Reprodução

Morreu nesta quinta-feira (30) no Hospital de Clínicas Dr Alberto Lima (HCAL), em Macapá, o locutor Naldo Trindade, que estava internado após ser agredido por não dar R$ 2 a um assaltante. O caso aconteceu no dia 12 de maio no município de Vitória do Jari, no extremo sul do Amapá.

O estado de saúde da vítima piorou por conta de complicações sofridas após as agressões que ocorrem com pedaços de madeira. Ele foi transferido para Macapá ainda no dia 12, onde ficou internado no Hospital de Emergências (HE) até ser transferido para o HCAL.

Segundo o delegado Juliano Martínez Pérez, da Polícia Civil no município, o autor da agressão foi identificado e preso. Na época do crime, o delegado informou que havia entendido que houve uma tentativa de homicídio, em razão das circunstâncias em que o crime ocorreu.

O delegado informou nesta quinta-feira (30) que diante do resultado morte, o homicídio passa de tentativa para consumado.

“Qualifiquei pelo motivo fútil e meio que impossibilitou a defesa da vítima. Este entendimento era antes da evolução para o resultado morte. Hoje, assim que fiquei sabendo da morte, requisitei o exame necroscópico. Assim que sair o resultado, farei um relatório complementar, e enviarei ao Poder Judiciário”, descreveu o delegado.

 

Delegacia de Polícia Civil em Vitória do Jari, no Sul do Amapá — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Delegacia de Polícia Civil em Vitória do Jari, no Sul do Amapá — Foto: Polícia Civil/Divulgação

No dia 13 de maio o suspeito foi ouvido em audiência de custódia, onde foram aplicadas medidas cautelares. Na ocasião também foi concedida a liberdade provisória do acusado.

O comunicador atuou em rádios como a 104 FM de Monte Dourado (PA) e Vitória FM, de Vitória do Jari.

O prefeito de Vitória do Jari, Ary Duarte (DEM), publicou uma nota nas redes sociais em que lamenta a morte do amigo.