Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Quarta Feira 29 de Junho de 2022

Menu

Polícia

Investigação sobre roubo de cargas no Nortão identifica e prende membros de quadrilha envolvida nos crimes

Cinco criminosos foram presos até o momento e um está foragido

| 23 de Fevereiro de 2022 as 14h 47min
Fonte: Raquel Teixeira - Polícia Civil-MT

Foto: PC-MT

Uma investigação da Polícia Civil para apurar o roubo de cargas de milho e soja ocorridos na região de Sinop, no final do ano passado, já chegou à prisão de seis envolvidos nos crimes, sendo que cinco deles estão presos preventivamente.

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Sinop montou uma força-tarefa a fim de reunir informações que possibilitaram à Polícia Civil a identificação da quadrilha envolvida.

A equipe de investigadores e escrivã, coordenada pelo delegado Paulo Cesar Brambilla Costa, analisou diversas informações coletadas nas diligências e identificou os responsáveis pela ação durante os roubo das cargas e também por planejar e financiar os crimes.

Com o trabalho de investigação em campo, coleta de imagens, reconhecimento fotográfico, oitivas, relatórios e representações judiciais, a equipe policial conseguiu chegar aos integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de carga, que atuava em Sinop. Os criminosos usavam de extrema violência contra suas vítimas, caminhoneiros, para efetuarem o roubo de milho e soja transportados pelos profissionais.

Além dos autores dos roubos, as investigações, iniciadas em outubro do ano passado, culminaram na identificação dos líderes da quadrilha, que tinham a função de coordenar e financiar os roubos.

Após reunir vários elementos de provas, o delegado Paulo Brambilla representou ao Judiciário pelos mandados de prisão preventiva contra os criminosos. Foram decretadas seis prisões preventivas e três mandados de busca e apreensão domiciliar. Cinco alvos da quadrilha já foram presos e um encontra-se foragido. Outros pedidos de prisão estão em análise da justiça.

No decorrer das investigações, alguns integrantes da quadrilha foram presos por outros crimes, como tráfico de drogas e porte de arma de fogo, e estavam em liberdade para o cometimento de novos crimes. Contudo, a força-tarefa da Derf de Sinop conseguiu apurar a participação desses suspeitos como autores de vários roubos de cargas.

As investigações continuam para identificar outros crimes praticados pela associação criminosa.