Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Sinop

Força Tática apreende armas, munições e prende suspeito por comercialização e porte ilegal

Militares receberam denúncia de que homem vendia armas de fogo para integrantes de organização criminosa

Polícia | 15 de Fevereiro de 2024 as 10h 02min
Fonte: Wellyngton Souza - PMMT

Foto: PMMT

Policiais militares da 26º Companhia Independente de Força Tática apreenderam, na noite desta quarta-feira (14.02), um revólver calibre .22, duas espingardas, sendo uma calibre .20 e outra .22 e trinta e seis munições, no bairro Jardim Violeta, em Sinop. Com o armamento, as equipes prenderam integrante de organização criminosa por porte ilegal e direção perigosa.

Os policiais receberam informações de que um homem, em uma motocicleta Yamaha Lander, estaria comercializando armas de fogo e munições para uma facção criminosa no município.

Conforme a denúncia, o suspeito faria uma nova venda em um bar localizado na Avenida dos Ingás, no cruzamento com a Rua das Jussaras. O homem teria um depósito de armas em sua residência, na Estrada Monaliza.

As equipes intensificaram o policiamento na região e flagraram o suspeito em um veículo. Ao perceber a presença dos policiais, ele saiu em alta velocidade, realizando diversas manobras perigosas, pelo bairro Jardim das Violetas.

Durante a fuga, o suspeito dispensou um revólver calibre .22. Em certo momento, ele foi detido pelos policiais militares. Questionado sobre a denúncia, o homem confessou que havia diversas armas de fogo em sua residência.

Os militares da Força Tática se deslocaram até o endereço informado e encontraram no quarto do suspeito armas e munições. O suspeito e o armamento foram encaminhados à delegacia.

 

Disque-denúncia

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.