Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quinta Feira 23 de Setembro de 2021

Polícia

Empresário leva facada no peito e morre na rua

O suspeito tentou fugir, mas foi preso logo em seguida

Homicídio | 28 de Abril de 2021 as 09h 55min
Fonte: Gazeta Digital

Reprodução

O Empresário Clóvis Rita de Alencar Mendes, 57, foi morto com golpes de faca na tarde de terça-feira (27), no Centro de Comodoro (644 km ao Oeste de Cuiabá), após uma discussão por motivos fúteis. Ele era dono do Hotel Trevo. O suspeito do crime, de 50 anos, chegou a fugir, mas foi preso pelas equipes das polícias Militar e Civil. Ele também foi apontado como o autor de uma tentativa de homicídios que aconteceu horas antes na porta de um banco.

Segundo as informações apuradas pela reportagem, Clóvis foi morto por volta das 15h48. Testemunhas contaram que ouviram uma discussão entre os dois e logo em seguida o suspeito já dá uma facada no peito da vítima.

O homem ainda tenta fugir, mas acaba levando outra facada até cair no chão, já agonizando. Ele não resiste e morre em poucos minutos. Populares que flagraram o crime acionaram os policiais, que foram até o hotel onde o suspeito estava.

Suspeito tentou fugir correndo pela rua, mas foi perseguido. Com a faca usada no crime ainda nas mãos, não obedecia às ordens dos policiais, que precisaram efetuar um tiro para conter sua fuga. Só assim ele se entregou e foi levado para a Delegacia de Comodoro.

 

Tentou matar vendedor

 

No final da manhã, os policiais foram informados que um homem de 57 anos, que trabalha como vendedor na porta de um banco sofreu uma tentativa de homicídio e o suspeito estava em posse de faca.

Nessa altura, os militares já tinham identificado o suspeito e sabiam que ele estava hospedado em um hotel. Segundo a vítima, ele estava vendendo seus produtos quando o suspeito chegou, também vendendo alguns produtos.

Ele o questionou sobre o valor dos pares de meia, então disse que vendia 3 pares por R$ 10. Já o suspeito alegou que vendia 3 pares por R$ 5, momento em que a vítima disse que ‘por esse valor, trabalharia de graça’.

O agressor não gostou e foi para cima do homem, desferindo um soco em seu rosto e em seguida, sacou a faca tentando golpeá-lo. Vítima usou uma cadeira para se defender, conseguiu fugir e acionou as forças policiais, que vinham buscando pelo agressor desde o começo da tarde.

Trata-se do mesmo homem que matou Clóvis. Ele foi atuado em flagrante pelos crimes de homicídio consumado e tentativa de homicídio.