Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quinta Feira 23 de Setembro de 2021

Polícia

Dois são presos pela Força Tática por falsificação de documentos

Os suspeitos foram presos em flagrante por estelionato, formação de quadrilha e falsidade ideológica

Flagrante | 24 de Março de 2021 as 15h 45min
Fonte: Assessoria PMMT

Assessoria PMMT

Policiais da Força Tática do 5º Batalhão prenderam dois homens, de 23 e 45 anos, por estelionato, formação de quadrilha e falsidade ideológica e fecharam um central de produção de documentos falsos, na terça-feira (23.03), em Rondonópolis. Os suspeitos apresentaram documentação para abrir um crediário em uma loja de materiais de construção.   

A equipe de policiais foi acionada via 190 para atender a ocorrência na loja de materiais de construção, no bairro Jardim Santa Maria. No local, a vítima relatou que pela manhã, o suspeito teria apresentado uma documentação falsa para abrir um crediário e comprar um kit de ferramentas. Já por volta das 17 horas, o suspeito apareceu de novo na loja e fez uma segunda compra com um valor bem maior que a primeira.

O homem que ainda estava na loja confessou que adquiriu a documentação falsa com um comparsa e informou o endereço e a identificação do segundo suspeito. De imediato, a Força Tática foi até o local e o homem, ao perceber a polícia, tentou fugir pulando o muro de sua residência, mas acabou preso.

O suspeito confessou a sua participação no golpe e alegou que é o responsável pela confecção da documentação falsa, assim como outros golpes na internet. O seu comparsa teria a função de aplicar os golpes nos estabelecimentos. Ele apontou ainda uma terceira pessoa que também teria envolvimento com a quadrilha e que estaria morando em Cuiabá.

Na casa do suspeito, local onde funcionava uma espécie de central de falsificação, a PM apreendeu documentos adulterados e falsificados, fotos, impressoras, notebook e outros materiais para confecção e impressão. O kit de ferramenta comprado por meio de fraude foi apreendido no carro do primeiro suspeito preso.

Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia. A ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária Civil.