Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 24 de Fevereiro de 2024

Menu

Crime bárbaro

Adolescentes matam e decepam rival em cidade de MT

Corpo de Lucas Silva Costa, de 22 anos, foi encontrado enterrado em um terreno

Polícia | 17 de Outubro de 2023 as 10h 22min
Fonte: Mídia News

Foto: Ecionei Farias

Dois adolescentes foram apreendidos em flagrante pela Polícia Civil por envolvimento em um bárbaro homicídio ocorrido neste domingo (15), na cidade de Pontes e Lacerda. Os menores responderão a ato infracional análogo aos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

O corpo de Lucas Silva Costa, de 22 anos, foi encontrado enterrado em um terreno aos fundos de uma residência. A equipe da Delegacia de Pontes e Lacerda realizou diligências no endereço, mas não localizou nenhuma pessoa na casa, mas encontrou no terreno objetos queimados, como roupas e calçados, e sinais de que a terra tinha sido recentemente remexida.

Na escavação, os policiais civis encontraram o corpo da vítima na cova rasa e a perícia da Politec foi acionada. No momento em que a equipe da delegacia estava na residência, um dos envolvidos no crime enviou uma pessoa ao local para saber o que estava sendo feito pela polícia.

Durante as diligências, a equipe da delegacia identificou quatro envolvidos no homicídio, três adolescentes entre 14 e 16 anos, e um adulto de 19 anos.

Dois menores apreendidos em flagrante assumiram a participação no crime e detalharam como a vítima foi executada. Lucas foi estrangulado e depois teve a cabeça decepada pelos executores com o uso de uma machadinha. Interrogados, os adolescentes não demonstraram arrependimento a ainda riam afirmando que a vítima tinha uma ‘cabeça grande e escorregadia’.

Um terceiro adolescente se apresentou espontaneamente na manhã desta segunda-feira (16) na delegacia e confessou sua participação na ação criminosa. Ele disse que quando chegou na casa, a vítima já estava sendo torturada pelo grupo e que ‘apenas deu dois chutes’ na cabela de Lucas e depois saiu do local.

A investigação prossegue para localizar o quarto envolvido no homicídio e os mandantes.