Bom dia, Sexta Feira 14 de Maio de 2021

Notícias dos Poderes

Ovo não é mistura

| 06 de Abril de 2021 as 10h 48min

Durante a sessão da Câmara de vereadores de Sinop desta segunda-feira (5), um dos assuntos em pauta foi o cardápio do Restaurante Popular – estrutura pública, gerida por uma empresa privada, que serve refeições no horário do almoço ao preço de R$ 5,50 para o público, com mais R$ 5,50 pagos pela prefeitura.

A queixa que partiu do vereador Moises do Jardim do Ouro foi referente à falta de proteína. Segundo o parlamentar, o que tinha para comer era feijão, arroz e ovo. “Não tinha uma ‘mistura’”, reclamou Moises, dizendo que o trabalhador precisa de uma comida com mais “sustância”.

O cardápio do Restaurante Popular é divulgado diariamente nas redes sociais da prefeitura. Ontem, no dia da queixa, foi servido repolho, beterraba, cambotiá, arroz e feijão. A proteína do dia foi carne bovina ao molho e a sobremesa, uma laranja. Uma das práticas comuns no restaurante é oferecer um ovo para quem não come a proteína do dia.

Segundo o vereador, não tinha carne na segunda-feira. Outras pessoas que comeram no restaurante discordam. Moises ainda disse que o Restaurante está com problemas e que os funcionários estariam com o salário atrasado.

Também pertinente foi a fala da vereadora Graciele dos Santos. Ela sugeriu que o Restaurante desse a opção das pessoas pegarem a refeição e comer em outro local – afim de evitar a aglomeração. No ano passado o Restaurante Popular chegou a servir marmitas, mas suspendeu a prática. Graciele disse que ao invés do restaurante fornecer as marmitas (o que aumenta o custo), cada pessoa poderia levar o seu recipiente e pegar a comida.