Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Eleição na ordem

Xênia é a menos rejeitada para a Presidência da OAB-MT; Gisela é a mais rejeitada entre pré-candidatos

Ao todo, foram entrevistadas 1585 pessoas

Geral | 27 de Junho de 2024 as 00h 50min
Fonte: Redação

Foto: Divulgação

A pesquisa realizada pelo Instituto IDOC também fez o levantamento referente à rejeição para a disputa da Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional de Mato Grosso (OAB-MT). A presidente da subseção de Sinop, Xênia Guerra, é a menos rejeitada pela classe com apenas 3,8%. O advogado Pedro Paulo, que disputou a eleição anterior, tem a rejeição de 4,7% dos entrevistados, e a atual presidente, Gisela Cardoso, não conta com o voto de 6,5% da categoria.

Os mais rejeitados são os ex-presidentes Francisco Faiad, que lidera com 9,4%, seguido de Leonardo Campos com 8,6%, mas que não serão candidatos. Além disso, 67% dos entrevistados não souberam responder à pergunta: “Se a eleição da OAB MT fosse hoje, em quem você NÃO votaria de jeito nenhum para presidente?”.

O Instituto IDOC faz parte do grupo da TV Cuiabá e portal O Documento. As entrevistas foram feitas de 10 a 18 de junho de 2024, via telefone. O grau de confiança dos dados é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos. Ao todo, foram entrevistadas 1585 pessoas, tendo como público alvo advogados de Cuiabá e de mais 27 subseções de Mato Grosso, das 29 existentes atualmente.