Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 24 de Maio de 2024

Menu

Agro

UFMT e China firmam parceria para criar centro de tecnologia agrícola

Geral | 26 de Junho de 2023 as 16h 54min
Fonte: FatorMT com assessoria

Foto: Divulgação

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Universidade Agrícola do Sul da China (SCAU) firmaram uma parceria para a criação do Centro de Língua Chinesa e de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia Agrícola.

O intuito é a promoção do ensino da língua chinesa, além de fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico no campo das ciências agrárias em Mato Grosso.

A cerimônia de lançamento da unidade foi realizada na noite da última sexta (23), no Teatro Universitário da UFMT.

O reitor da UFMT, Evandro Soares da Silva, destacou a importância do convênio para Mato Grosso, principalmente pelo pioneirismo em ser o primeiro centro de Língua Chinesa no Brasil.

“O objetivo desse convênio é promover a interrelação cultural entre Brasil e China. Teremos o primeiro centro da língua chinesa no Brasil. Outro aspecto dessa aproximação é trocar conhecimento científico tecnológico e, a partir daí, buscar inovações na área não apenas das agrárias, mas no desenvolvimento científico tecnológico no sentido amplo”, afirma o reitor.

O professor do Núcleo de Relações Internacionais do Estado de Mato Grosso (Nurimat), Lucas Sousa, reforça esse fortalecimento quanto a cooperação acadêmica e cultural entre as instituições e comunidades.

“A criação do Centro de Língua Chinesa e de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia Agrícola representa um marco importante para a internacionalização da UFMT e para o fortalecimento das relações entre Mato Grosso e a China. Estamos confiantes de que essa parceria trará grandes benefícios para a comunidade acadêmica, além de promover o intercâmbio de conhecimento e cultura”, destaca.

 

Em conjunto

Como parte da parceria, a SCAU enviará um professor da China para conduzir as atividades. Além disso, o centro contará com uma direção local, representada pela professora Caroline Pereira de Oliveira, coordenadora de Línguas Aplicadas à Internacionalização da Secretaria de Relações Internacionais (SECRI).

Outro foco do centro será o desenvolvimento tecnológico, por meio de pesquisas e eventos de cooperação internacional envolvendo pesquisadores da UFMT, de outras universidades do estado e parceiros chineses, especialmente da SCAU.

O lançamento do Centro de Língua Chinesa e de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia Agrícola representa um passo significativo na promoção da cooperação acadêmica e cultural entre Mato Grosso e a China, estimulando o intercâmbio de conhecimento, o avanço tecnológico e o fortalecimento dos laços bilaterais.