Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Legítima defesa

Tribunal do Júri absolve mulher que matou marido suspeito de abusar das filhas em MT

Julgamento ocorreu quase onze anos após o crime

Geral | 20 de Junho de 2024 as 12h 09min
Fonte: O documento

Foto: Divulgação

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri decidiu absolver Nedite Nunes Siqueira da acusação de homicídio contra o marido, Mário Videira, ocorrido em setembro de 2013. O caso, que aconteceu no município de Cotriguaçu, a cerca de 950 km de Cuiabá, teve seu julgamento final em 2018, cinco anos após o incidente.

Na época do crime, Mário, de 53 anos, foi atingido por dois golpes de foice na cabeça. Nedite alegou que agiu em legítima defesa das filhas, afirmando ter descoberto que o marido havia abusado sexualmente das meninas. Além disso, a acusada revelou que Mário estava vendendo madeira do sítio dela sem a intenção de dividir o lucro.

O caso foi julgado em 2018, com a defesa conduzida pelo advogado Dener Felipe Felizardo e Silva. A defesa argumentou pela absolvição de Nedite, fundamentando-se na tese de inexigibilidade de conduta diversa e pleiteou ainda a desclassificação do crime para homicídio privilegiado.

Durante o julgamento, presidido pela juíza Gezicler Luiza Sossanovicz Artilheiro, o Conselho de Sentença reconheceu tanto a materialidade do crime quanto a autoria por parte de Nedite. No entanto, por maioria dos votos, o Conselho optou por absolvê-la, levando em conta as circunstâncias apresentadas pela defesa.