Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 18 de Maio de 2024

Menu

Fraude a motores

Toyota admite fraude e suspende globalmente venda de Hilux e outros 9 modelos

Em comunicado, a Toyota confirmou a fraude em motores a diesel

Geral | 31 de Janeiro de 2024 as 07h 00min
Fonte: Vicente Delgado - Agro news

Foto: Divulgação

Em comunicado, a Toyota confirmou a fraude em motores a diesel. A Hilux, presente no mercado brasileiro, por enquanto está fora da lista de veículos afetados. Confira todos os modelos suspensos globalmente pela marca.

 

Os modelos afetados e a suspensão global da Toyota

Um comunicado emitido pela fabricante japonesa revelou que uma investigação nos procedimentos da Toyota Industries Corporation (TICO), responsável pela produção dos motores, identificou possíveis irregularidades durante os testes de potência.

O presidente Koichi Ito disse em uma entrevista coletiva em Tóquio: “Pedimos sinceras desculpas às muitas pessoas envolvidas e por qualquer inconveniente que isso possa ter causado“.

A Toyota Industries é membro do grupo Toyota Motor Corp. A prática fraudulenta envolveu três modelos de motores a diesel que a Toyota Industries foi contratada pela Toyota Motor Corp. para desenvolver em parte “O processo de teste e os procedimentos a serem seguidos não foram suficientemente coordenados [entre as partes interessadas]“, disse Ito. “Vamos restabelecer a comunicação com a Toyota, esclarecer a divisão de papéis e tarefas [com a Toyota] e trabalhar para evitar a recorrência.“

Toyota admite fraude e suspende venda de Hilux e outros 9 modelos

A lista de modelos suspensos pela Toyota inclui não apenas a Hilux, mas também outros modelos, entre eles os veículos: Hiace, Granace, Land Cruiser Prado, Dyna/Dutro e Land Cruiser. Além disso, duas famílias de motores a diesel estão sob escrutínio. Esta suspensão global de vendas destaca a seriedade da situação, evidenciando a abrangência e a necessidade de medidas corretivas.

“A investigação revelou que houve irregularidades nos testes de potência para a certificação de três modelos de motores diesel para automóveis, encomendados pela Toyota à TICO“, conforme destacado no comunicado. “Durante os testes de certificação, a potência dos motores foi medida utilizando ECUs com software diferente do utilizado na produção em massa.“

A Toyota explicou que o propósito da fraude era “apresentar valores mais suaves e com menos variação“. A montadora japonesa esclareceu que “dez modelos de veículos utilizam os motores afetados em todo o mundo, incluindo seis no Japão“.