Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 20 de Julho de 2024

Menu

Retomada das atividades

Técnicos da UFMT aceitam acordo e dão fim à greve

Sindicato informou que as atividades devem ser retomadas na próxima terça-feira (02.07)

Geral | 27 de Junho de 2024 as 21h 57min
Fonte: PNB Online

Foto: Assessoria

Os técnico-administrativos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aprovaram nesta quinta-feira (27.06) o termo de acordo proposto pelo Governo Federal deram fim à greve que já durava 105 dias. O aceite foi divulgado pelo Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da UFMT (Sintuf-MT), que informou também que as atividades devem ser retomadas na próxima terça-feira (02.07).

De acordo com a coordenadora administrativa do Sintuf, Marillin Castro, após 105 dias de greve e todas as dificuldades enfrentadas no diálogo com o governo, a luta resultou em conquistas. “Obtivemos a reestruturação da carreira, o reposicionamento dos aposentados, o avanço significativo no Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC), hora ficta (hora noturna), manutenção das capacitações, reajuste dos benefícios, entre outras proposições. Temos ainda que avançar, mas consideramos que o movimento saiu vitorioso”.

O termo de acordo, identificado como Termo de Acordo Nº 11/2024, inclui diversas medidas que impactam diretamente a carreira e as condições de trabalho dos técnico-administrativos. Entre os pontos destacados pela categoria estão a reestruturação remuneratória dos servidores dos cargos técnico-administrativos em Educação que ocorrerá em duas parcelas, sendo a primeira, de 9%, em janeiro de 2025 e a segunda, de 5%, em abril de 2026.

Entre os professores, a greve continua até que a categoria se reúna novamente. Segundo comunicado da Associação dos Docentes da UFMT (Adufmat), uma nova reunião será realizada na próxima segunda-feira (01.07). Na ocasião, os professores decidirão novamente se mantêm ou encerram a greve, conforme solicitado pelo CNG do ANDES. A expectativa é que os professores sigam a decisão nacional e estabeleçam uma data para a retomada das atividades.