Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sexta Feira 19 de Agosto de 2022

Menu

Geral

Sinop: Proprietária afirma que APAMS tomou seus animais

Mulher relatou que animais resgatados pela Associação não estavam abandonados

Animais resgatados | 02 de Maio de 2022 as 15h 02min
Fonte: Franciele Vieira

Foto: Arquivo pessoal

Dois cães de raça foram retirados de sua dona pela APAMS (Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop), e agora a proprietária quer seus animais de volta. O que parecia ser uma ação comum de resgate de animais em situação de abandono se tornou um caso de justiça, em que a proprietária acusa da APAMS de sequestrar seus cães.

Foi o que contou a dona dos animais ao GC Notícias. Moradora do bairro Reserva Celeste, ela teve seus animais recolhidos pela APAMS no dia 28 de março desse ano e até agora não conseguiu recuperá-los.

Segundo a proprietária, os dois animais, um cão da raça shih-tzu e um da raça chow-chow, foram retirados da casa quando ela estava viajando a trabalho. Apesar da ausência, ela diz que deixou uma pessoa de confiança para tratar os animais e que não estavam em situação de abandono. “Eu fui trabalhar, eu viajo bastante, daí eu deixei uma pessoa responsável pelos meus animais, já que ele gosta muito dos meus bichinhos, então eu preferi deixar ele cuidando”, contou a dona dos cachorros.

A ação da APAMS teria sido motivada por uma denúncia anônima informando que os animais estavam abandonados no local há cerca de 2 meses. Durante entrevista, a proprietária disse que acredita que a denúncia falsa tenha sido feita por uma pessoa que alguns dias antes pediu os animais para si. “Teve uma pessoa que fez a denúncia, pelo fato de que ela queria os meus animais, ela vivia me pedindo, eu acho muito chato isso, os bichos são meus, eles não estão passando fome, sede, são bem cuidados”, defendeu.

Assim que tomou conhecimento do ocorrido, a proprietária disse que foi até a APAMS para explicar a situação e pegar os animais de volta, porém alega que foi maltratada e que a mulher que a atendeu foi grosseira. “No dia que eu cheguei para resolver esse fato, fui lá na APAMS, ela nem sequer me ouviu, ela foi muito arrogante comigo, querendo gritar, falar mais alto, só que eu deixei numa boa pois Deus está vendo tudo”, disse, afirmando que ela trata muito bem seus animais e que várias pessoas podem comprovar isso.

Para resolver a situação, agora ela pretende abrir um processo judicial contra a entidade.

A nossa equipe tentou contato com a APAMS, porém até o fechamento dessa reportagem não obteve um pronunciamento sobre o caso.

Sobre a APAMS

A APAMS foi fundada em 29 de agosto do ano de 2005, e tem como princípio a preservação da vida. A entidade atua no resgate, recuperação e tratamento de animais abandonados, com ênfase à adoção responsável. A associação mantém com a ajuda de doações e voluntários um abrigo, onde animais recuperados recebem tratamentos de saúde, de cirurgias à alimentação específica. Uma vez recuperados, esses animais são castrados e colocados para adoção.